Aula 34 - Ordem e disciplina

Ciclo 1 - História: A doença de Sérgio -  Atividade: PH - Paulo de Tarso - 2 - Ordem.

Ciclo 2 - História:  Amor e Disciplina -  Atividade: PH - Paulo de Tarso - 3 - Disciplina

Ciclo 3 - História:  Disciplina -  Atividade:  PH - Chico Xavier - 1 - Disciplina.  

 

Dinâmicas: Ordem e disciplina; Ordem.

Mensagens Espíritas: Disciplina; Ordem.

Sugestão de livros infantis: - Coleção - Valores para a vida. Rejeitado é aquele que abusa. Disciplina. Cida Lopes. Editora Todolivro Ltda.

- Coleção - Construindo o Caráter. Seguindo as Regras. Frank Durier. Editora Todolivro.

 

Leitura da Bíblia: Provérbios - Capítulos 3, 13, 23, 29


3.11   Filho meu, não rejeites a correção do SENHOR, nem te enojes da sua repreensão.


3.12   Porque o SENHOR repreende aquele a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem quer bem.


3.13   Bem-aventurado o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento.


13.24   Quem se nega a castigar seu filho não o ama; quem o ama não hesita em discipliná-lo.


23.12   Aplica à disciplina o teu coração e os teus ouvidos, às palavras do conhecimento.


23.13   Não retires a disciplina da criança, porque, fustigando-a com a vara, nem por isso morrerá.


23.14   Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno.


29.15   A vara e a disciplina dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma vem a envergonhar a sua mãe.



Efésios - Capítulo 6


6.1   Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo.


6.2   Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa),


6.3   para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra.


6.4   E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor.


 

Hebreus - Capítulo 12


12.5   Vocês se esqueceram da palavra de ânimo que ele dirige a vocês como a filhos:
"Meu filho, não despreze a disciplina do Senhor nem se magoe com a sua repreensão,


12.6  pois o Senhor disciplina a quem ama, e castiga todo aquele a quem aceita como filho.


12.7   Suportem as dificuldades, recebendo-as como disciplina; Deus os trata como filhos. Ora, qual o filho que não é disciplinado por seu pai?


12.8   Se vocês não são disciplinados, e a disciplina é para todos os filhos, então vocês não são filhos legítimos, mas sim ilegítimos.


 

1 Coríntios - Capítulo 14


14.40   Tudo, porém, seja feito com decência e ordem.


 

Tópicos a serem abordados:

- A ordem e a disciplina são fatores indispensáveis ao progresso (evolução) individual e coletivo. Pode-se definir a ordem, como sendo o ato de organizar as coisas nos seus devidos lugares em posições pré-estabelecidas por alguém ou por uma organização. É também qualquer determinação imposta por um superior. Disciplina é o conjunto de  regulamentos destinados a manter a boa ordem, ou seja,  para manter a boa ordem é necessário seguir essas regras  estabelecidas. Não há ordem sem disciplina.

- Na natureza podemos observar a ordem estabelecida pela sabedoria divina. A planta produz os frutos conforme a sua espécie, os planetas giram em torno do sol, o rio segue o seu curso.  Por exemplo, os pássaros: o ninho deles está sempre organizado , cada espécie procura fazer o seu tipo de ninho, isto é ordem . E a disciplina? Podemos observá-la na constância e persistência de escolher os materiais para preparar e construir o ninho. Procuram os galhos mais no alto das árvores para segurança. Possuem disciplina na alimentação, pois normalmente vivem de insetos, frutas, sementes, e vão buscar o alimento logo de manhã, todo dia (1).

-  O ser humano também deve aplicar a ordem e a disciplina no seu dia a dia. Para manter a casa em ordem, por exemplo,  é necessário manter a cama arrumada,  guardar as próprias coisas em seu devido lugar, como roupa suja no cesto de lavar, brinquedos guardados após as brincadeiras, material da escola guardado depois da lição feita e estudada. E para ter disciplina é preciso cumprir  as regras e seguir os horários pré-estabelecidos, tais como, o horário de  ir para escola, de  fazer a tarefa escolar, das refeições, de escovar os dentes, das brincadeiras e o momento de dormir, etc. 

- O Espírita, deve buscar, desde cedo, atender com pontualidade os seus compromissos. No centro Espírita, por exemplo, deve chegar com antecedência, ou seja, antes de começar a reunião, não deve haver tumulto, gritos, gargalhadas. Como num hospital, é necessário inclinar o sentimento ao silêncio , à compaixão, à bondade, aos pensamento elevados, a fim de que o conjunto possa funcionar em harmonia na construção do bem (2).

- A criatura disciplinada respeita a ordem estabelecida, aceita as leis e procura dar- lhes cumprimento.  Jesus é o modelo que devemos seguir. Ele não veio destruir a lei, isto é, a lei de Deus; veio cumpri-la, isto é, desenvolvê-la, dar-lhe o verdadeiro sentido. Jesus disse: '' Desci do céu não para fazer a minha vontade, mas para fazer a vontade daquele que me enviou (João 6:38). Ele cumpriu a determinação de Deus, em todos os momentos, através de suas palavras e seus exemplos; aceitou o crucifixo entre ladrões e perdoou a todos aqueles que foram seus algozes.

- O planeta Terra é uma escola, um meio de educação e aperfeiçoamento pelo trabalho, pelo estudo e pelo sofrimento. A educação é a chave do progresso moral. Ela não surge sem uma boa disciplina.O Evangelho de Jesus contém as regras de conduta moral que devemos seguir para nos tornamos felizes. 

 

Comentário (1): Site: http://www.cebatuira.org.br/estudos_detalhes.asp?estudoid=866. Data da consulta: 24/11/14 ; (2): Desobsessão. Espírito André Luiz. Waldo Vieira e Chico Xavier.

 

Perguntas para fixação:

1.  O que é a ordem?

2. O que é a disciplina?

3. Existe ordem sem disciplina?

4. O que é necessário obedecer para ter uma boa disciplina?

5. Jesus encarnou aqui na Terra para fazer a sua vontade?

6. Jesus cumpria a determinação (ordem) de quem?

7. Quais as regras que devemos cumprir no centro Espírita?

8. Qual é o objetivo da ordem e da disciplina para o homem e a sociedade?

9. Onde podemos encontrar as regras de conduta moral que devemos seguir?

 

Subsídio para o Evangelizador:

            Segundo o dicionário Aurélio a palavra ''disciplina'' significa:  Conjunto de leis ou ordens que regem certas coletividades;  Boa ordem e respeito;  Submissão, obediência;  Instrução e educação; Ensino;  Ação dirigente de um mestre ; Estudo de um ramo do saber humano. (http://www.dicionariodoaurelio.com/disciplina).

            E o termo ''ordem'' significa:  Ato de indicar com autoridade de que modo se devem fazer ou dispor as coisas;  Boa administração; Regularidade;  Modo conveniente de se portar ou proceder. (http://www.dicionariodoaurelio.com/ordem).

            Não há ordem sem disciplina. (Conduta Espírita. Cap. 17. Espírito André Luiz. Psicografado por Chico Xavier e Waldo Vieira).

            A ordem é irmã gêmea da disciplina que sustenta a produção e inspira o progresso.

            Em ti mesmo, a reencarnação significa escola de iluminação, mas também cárcere disciplinar, em cuja oportunidade adquires recursos e valores que te propiciam liberdade e ascensão.

            Para preencher a função a que se destina, cada coisa necessita da adaptação que a disciplina impõe.

            (...)Educas o animal inferior para utilizá-lo nos serviços domésticos. No entanto o cão que defende um lar é o mesmo que ataca o invasor da propriedade. Disciplina do instinto.

            A madeira que serve de leito é irmã da palmatória que pune. Disciplina para o uso.

            A água, que atende a sede, nasce na mesma fonte da que dá o veículo para o veneno. Disciplina na utilidade.

            A mão que aplaude é a mesma que fere, Indisciplina de aplicação, porque o corpo é servo da vontade.

            (...) Como disciplina, entende-se o conjunto de deveres nascidos na ordem imposta ou consentida.

            Mesmo a Verdade, para chegar ao homem, é dosada em quotas que o vitalizam.

            A luz solar, que distende a vida sobre a terra, é filtrada e medida para atender às necessidades previstas pelo Pai Celeste, sem causar danos.

            A felicidade do homem decorre, pois, da disciplina que este se impõe.

            Educação da vontade.

            Correção dos atos.

            Moderação da voz.

            Domínio dos impulsos.

            Ordem nas atividades e deveres, mantendo um alto padrão de respeito e moderação nas tarefas naturais.

            Recorda, assim, a expressão do Mestre Jesus: “Eu não vim destruir a Lei (1), mas dar-lhe cumprimento .” (Messe de Amor. Espírito Joanna de Ângelis. Divaldo Pereira Franco).

             Jesus não veio destruir a lei, isto é, a lei de Deus; veio cumpri-la, isto é, desenvolvê-la, dar-lhe o verdadeiro sentido e adaptá-la ao grau de adiantamento dos homens. Por isso é que se nos depara, nessa lei, o principio dos deveres para com Deus e para com o próximo, base da sua doutrina.

            (O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 1. Item 2 e 3. Allan Kardec).

            Observando na Humanidade o seu imenso rebanho, Jesus não recomenda medidas drásticas em favor da disciplina compulsória.
            Nem gritos, nem xingamentos.
            Nem cadeia, nem forca.
            Nem chicote, nem vara.
            Nem castigo, nem imposição.
            Nem abandono aos infelizes, nem flagelação aos transviados.
            Nem lamentação, nem desespero.

            “Pedro, apascenta as minhas Ovelhas!” isso equivale a dizer: — Irmão, sustenta os companheiros mais necessitados que tu mesmo. (Fonte viva. Cap. 19 . Apascenta. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier).

            No estado atual da sociedade, a severidade das leis penais não constitui uma necessidade?

            Uma sociedade depravada certamente precisa de leis severas. Infelizmente, essas leis mais se destinam a punir o mal depois de feito, do que a lhe secar a fonte. Só a educação poderá reformar os homens, que, então, não precisarão mais de leis tão rigorosas. (O Livro dos Espíritos. Questão 796. Allan Kardec).

            A educação, convenientemente entendida, constitui a chave do progresso moral. Quando se conhecer a arte de manejar os caracteres, como se conhece a de manejar as inteligências, conseguir-se-á corrigi-los, do mesmo modo que se aprumam plantas novas. Essa arte, porém, exige muito tato, muita experiência e profunda observação. É grave erro pensar-se que, para exercê-la com proveito baste o conhecimento da Ciência. Quem quer que observe, desde o instante do seu nascimento, o filho do rico como o do pobre, notando todas as influências perniciosas que agem sobre ele em consequência da fraqueza, da incúria e da ignorância dos que o dirigem, e como em geral os meios empregados para moralizar fracassam, não pode admirar-se de encontrar no mundo tanta confusão. Que se faça pela moral tanto quanto se faz pela inteligência e ver-se-á que há naturezas refratárias, há também, em maior número do que se pensa, as que requerem apenas boa cultura para darem bons frutos. ( O Livro dos Espíritos. Questão 917. Allan Kardec).

            Todos os círculos da existência, para se adaptarem aos processos da educação, necessitam do hábito, porque todas as conquistas do espírito se efetuam na base de lições recapituladas. (Pensamento e vida. Cap. 29. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier).

            Os educadores antigos usavam os castigos físicos para os alunos rebeldes, mas os pedagogos modernos verificaram que a verdadeira disciplina e a que nasce do coração do educando tocado pelo coração do mestre. Descartes descobriu que a idéia de Deus e inata no homem; Rousseau revelou a bondade natural da criatura humana e desde Pestalozzi sabemos que a educação é um ato de amor. Mas esse ato de amor não se realiza apenas na escola; começa no lar e prossegue pela vida afora. (Astronautas do Além. Cap. 24. A alquimia do amor. J. Herculano Pires. Chico Xavier).

            Como iniciar o trabalho de iluminação da nossa própria alma?

            Esse esforço individual deve começar com o autodomínio, com a disciplina dos sentimentos egoísticos e inferiores, com o trabalho silencioso da criatura por exterminar as próprias paixões. Nesse particular, não podemos prescindir do conhecimento adquirido por outras almas que nos precederam nas lutas da Terra, com as suas experiências santificantes – água pura de consolação e de esperança, que poderemos beber nas páginas de suas memórias ou nos testemunhos de sacrifício que deixaram no mundo. Todavia, o conhecimento é a porta amiga que nos conduzirá aos raciocínios mais puros, porquanto, na reforma definitiva de nosso íntimo, é indispensável o golpe da ação própria, no sentido de modelarmos o nosso santuário interior, na sagrada iluminação da vida. ( O Consolador. Questão 230. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier).

            Nossos maus instintos são decorrentes da imperfeição do nosso próprio Espírito, e não da nossa organização física. Se assim não fosse, o homem estaria isento de toda e qualquer responsabilidade. De nós depende a nossa melhoria, pois todo homem que goza da plenitude de suas faculdades tem a liberdade de fazer ou não fazer qualquer coisa. Para fazer o bem, só lhe falta vontade. (O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 28. Item 18. Allan Kardec).

            Quem abandona o cultivo de si mesmo permite que o matagal de suas imperfeições tome conta da alma. Sem disciplina, o espírito não avança. ( Orações de Chico Xavier-ChicoXavier - Carlos A. Baccelli).

            Cumpra o seu dever cada dia, por mais desagradável ou constrangedor lhe pareça, reconhecendo que a educação não surge sem disciplina. (Instruções Psicofônicas. Cap. 54. Concentração Mental. Espírito André Luiz. Psicografado por Chico Xavier).

            Todos nós precisamos da ordem, porque a ordem é a disciplina, em torno de situações, pessoas e coisas; fora dela, o capricho é capaz de estabelecer a revolta destruidora, sob a capa dos bons intentos. Entretanto, é necessário que a caridade lhe oriente as manifestações para que o método não se transforme em orgulho, aniquilando as obras do bem. (Estude e viva. Lugar para ela. Espírito Emmanuel e André Luiz. Psicografado por  Chico Xavier e Waldo Vieira).

             Qual a melhor escola de preparação das almas reencarnadas, na Terra?

            A melhor escola ainda é o lar, onde a criatura deve receber as bases do sentimento e do caráter. Os estabelecimentos de ensino, propriamente do mundo, podem instruir, mas só o instituto da família pode educar. É por essa razão que a universidade poderá fazer o cidadão, mas somente o lar pode edificar o homem. Na sua grandiosa tarefa de cristianização, essa é a profunda finalidade do Espiritismo evangélico, no sentido de iluminar a consciência da criatura, a fim de que o lar se refaça e novo ciclo de progresso espiritual se traduza, entre os homens, em lares cristãos, para a nova era da Humanidade. ( O Consolador. Questão 110. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier).

            O período infantil, em sua primeira fase, é o mais importante para todas as bases educativas, e os pais espiritistas cristãos não podem esquecer seus deveres de orientação aos filhos, nas grandes revelações da vida. Em nenhuma hipótese, essa primeira etapa das lutas terrestres deve ser encarada com indiferença. ( O Consolador. Questão 113. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier).

            Paulo de Tarso orienta: ''Pais, não dêem aos filhos motivo de revolta contra vocês; criem os filhos, educando-os e corrigindo-os como quer o Senhor ''(Efésios 6:4).

            Não interpretes a disciplina por tirania e nem acuses a obediência de escravidão. (Mãos marcadas. Diante da rebeldia. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier).

            O amparo dos pais não pode ser dado por meio de imposição e autoritarismo, sob pena de deixar de ser amparo para se transformar em tirania. (...) Os pais só poderão ampará-los se tiverem amor suficiente para compreendê-los e ajudá-los sem exigências. Esta e também uma hora de aprendizado para os pais. E só o amor verdadeiro pelos filhos pode socorrê-los.

            (...)Qualquer coação paterna só poderá afastá-los de casa e da família, lançando-os a meios e companhias perigosos. A verdadeira educação é o equilíbrio entre o amor e a compreensão. A energia paterna e a disciplina filial brotam naturalmente entre essas duas margens, fluindo como as águas de uma fonte na paisagem da vida. (Na era do Espírito. Cap. 8.  J. Herculano Pires. Chico Xavier).

            O que podemos concluir dos ensinamentos múltiplos dos Amigos Espirituais, é que durante a existência na Terra, enquanto somos favorecidos com a permanência no corpo, dispomos de maiores oportunidades para aprendizagem, educação ou reeducação; na aquisição das experiências de que necessitamos para a ascensão definitiva à Vida Maior.

            O corpo, neste caso, funciona como sendo uniforme, num educandário. Sabemos que o corpo, em si, obedece a leis estabelecidas em regime de igualdade para a criação dos demais corpos; cabe-nos, portanto, admitir que, uniformizados pelo padrão de vestuário físico, na escola a Terra, somos favorecidos com disciplinas que de momento não estimamos receber.

            Aqui recordamos aqueles alunos dos colégios humanos que, na maioria, muitas vezes não se agradam das disciplinas com que são acolhidos nos estabelecimentos que as recebem, embora, mais tarde, venham a saber que o benefício destas disciplinas é, e será sempre, incalculável para eles todos. Internados no corpo terrestre é que somos instruídos a respeito da necessidade de mais ampla harmonização de nossa parte, uns com os outros, certamente porque, vivendo nas esferas espirituais próximas da Terra, com aqueles que são as criaturas absolutamente afinadas conosco, não percebemos de pronto as necessidades de aperfeiçoamento e progresso.(A Terra e o semeador. Espírito Emanuel. Chico Xavier).

            Estejamos na certeza de que todos somos peças interdependentes nas engrenagens da vida. E as engrenagens a que nos referimos reclamam de cada um de nós fidelidade e disciplina, de maneira a que não venhamos a olvidar aquela área da existência, em que todos os dias surpreendem os desígnios do Senhor a nosso respeito, área que nomeamos com a palavra “dever”. (Bezerra, Chico e você. Interdependência.  Espírito Bezerra de Menezes. Psicografia de Chico Xavier).

            Sem Jesus, estaríamos confinados à sombra de nós mesmos, e, sem a disciplina do Seu Evangelho de Luz e Amor, com todas as pompas de nossa fenomenologia convincente e brilhante não passaríamos de consciências extraviadas e irrequietas a caminho do caos. (Escrínio de Luz. Ante o Cristo Consolador. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier).

           

Comentário (1): Na lei mosaica, há duas partes distintas: a lei de Deus, promulgada no monte Sinai, e a lei civil ou disciplinar, decretada por Moisés. Uma é invariável; a outra, apropriada aos costumes e ao caráter do povo, se modifica com o tempo.

            A lei de Deus está formulada nos dez mandamentos.

            É de todos os tempos e de todos os países essa lei e tem, por isso mesmo, caráter divino. Todas as outras são leis que Moisés decretou, obrigado que se via a conter, pelo temor, um povo de seu natural turbulento e indisciplinado, no qual tinha ele de combater arraigados abusos e preconceitos, adquiridos durante a escravidão do Egito. (O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 1. Item 2 e 3. Allan Kardec).

             O Cristo, tomando da antiga lei o que é eterno e divino e rejeitando o que era transitório, puramente disciplinar e de concepção humana, acrescentou a revelação da vida futura, de que Moisés não falara, assim como a das penas e recompensas que aguardam o homem, depois da morte. (A Gênese. Cap. 1. Item 22. Allan Kardec). 

 

Bibliografia:

- O Livro dos Espíritos. Questões 796 e 917. Allan Kardec.

- O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 28. Item 18. Allan Kardec.

- Conduta Espírita. Cap. 17. Espírito André Luiz. Psicografado por Chico Xavier e Waldo Vieira.

- Fonte viva. Cap. 19 . Apascenta. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier.

- Pensamento e vida. Cap. 29. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier

- Astronautas do Além. Cap. 24. A alquimia do amor. J. Herculano Pires. Chico Xavier.

- O Consolador. Questões 110, 113 e 230. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier.

- Mãos marcadas. Diante da rebeldia. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier.

- Na era do Espírito. Cap. 8.  J. Herculano Pires. Chico Xavier.

- A Terra e o semeador. Espírito Emanuel. Chico Xavier.

- Bezerra, Chico e você. Interdependência.  Espírito Bezerra de Menezes. Psicografia de Chico Xavier.

- Escrínio de Luz. Ante o Cristo Consolador. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier.

- Messe de Amor. Espírito Joanna de Ângelis. Divaldo Pereira Franco.

- Bíblia: Efésios 6:4.

-  Sites: http://www.dicionariodoaurelio.com/disciplina; http://www.dicionariodoaurelio.com/ordem. Data da consulta: 24/11/14.