Dinâmica - Tentação

Objetivo: Saber a origem da tentação.  
Participantes: Máximo 12 alunos.
Tempo Estimado: 25 min.
Material: Poesias escritas em papel A4.
Descrição: O Evangelizador deverá pedir para os alunos formarem duplas. Cada dupla receberá uma poesia com as estrofes fora de ordem, para tentar reescrevê-las na posição correta. As duplas que conseguirem realizar a tarefa serão as vencedoras. No entanto, o Evangelizador poderá corrigir as poesias daqueles que não tiveram êxito. E no final as duplas deverão ler a sua poesia diante da turma.

1.Mesmo sendo a toda hora
A tentação vem de dentro.
Nessa cascata não entro;
A tentação vem de fora?
(Autor:Jair Presente)

2.Acha aquilo que procura.
Por dentro da criatura
Todo desejo se cria
E, aumentando, dia a dia,
(Autor:Múcio Teixeira)

3.  Que só procura prazer
É força de obsessor
Às vezes, o ardente amor
Com ânsia de renascer.
(Autor:Deraldo Neville)

4. Que acusa a vida terrena
O pregador de moral
Que ele próprio mais condena.
Demonstra que tem o mal
(Autor:Lucano Reis)

5.  Enfim, nós somos tentados
A tentação vem de agrados
Naquilo que a gente gosta.
Nessa ou naquela proposta...
(Autor:Lulu Parola)

6.  Serve em teu próprio lugar,
Contra qualquer tentação
Caminha sem pretensão,
O remédio é: trabalhar.
(Autor:Casimiro Cunha)

Ordem correta:
1. A tentação vem de fora?
Nessa cascata não entro;
Mesmo sendo a toda hora
A tentação vem de dentro.
(Autor:Jair Presente)

2. Todo desejo se cria
Por dentro da criatura
E, aumentando, dia a dia,
Acha aquilo que procura.
(Autor:Múcio Teixeira)

3. Às vezes, o ardente amor
Que só procura prazer
É força de obsessor
Com ânsia de renascer.
(Autor:Deraldo Neville)

4. O pregador de moral
Que acusa a vida terrena
Demonstra que tem o mal
Que ele próprio mais condena.
(Autor:Lucano Reis)

5. A tentação vem de agrados
Nessa ou naquela proposta...
Enfim, nós somos tentados
Naquilo que a gente gosta.
(Autor:Lulu Parola)

6. Caminha sem pretensão,
Serve em teu próprio lugar,
Contra qualquer tentação
O remédio é: trabalhar.
(Autor:Casimiro Cunha)

Comentário: No curso da evolução, o espírito encarnado é, de vez em quando, submetido a exames pela vida com o fim de verificar o aproveitamento na posição em que se acha. Criam-se situações em torno do indivíduo envolvendo algumas de suas fraquezas, de maneira a despertá-lo. Situações que estimulam fraquezas (ou impulsos inferiores) são denominadas tentações. A tentação é a situação que revela a posição do Espírito, mostra o que somos de acordo com as nossas tendências. Liga-se sempre a uma fraqueza, ou seja, a um impulso ao qual temos dificuldade para resistir; somos tentados onde somos fracos. Por exemplo: a bebida, o sexo, o jogo, o furto, etc. A prova é um exame que consiste em ser submetido a uma tentação para avaliar o progresso realizado e sua firmeza. (Evolução para o terceiro Milênio. Parte 2. Cap.4. Item 16. Ação da Lei nos desvios de rumo.  Carlos Toledo Rizzini)

Passatempo Espírita © 2013 - 2021. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode