Dinâmica - As encarnações de Emmanuel

Objetivo: Mostrar que um espírito possui diversas encarnações, em épocas distintas, com ocupações diferentes ou iguais, conforme a necessidade de se aperfeiçoar.

Participantes: Máximo 12 alunos.

Tempo Estimado: 15 min.

Material: 12 Figuras  (imprimir em papel A4), 12 sequências das datas e título (imprimir em papel A4 ) , papel craft (66cm x96cm), lápis de escrever, cola bastão, tesoura e fita crepe.

Descrição: O Evangelizador deverá, previamente, recortar o papel craft ao meio (33cmx96cm), utilizar um lápis para dividir o papel craft (96 cm) em 12 partes iguais de 8 cm, colar o título da dinâmica na parte superior, e depois colocá-lo na parede da sala. Além disso, deverá distribuir um personagem para cada um e perguntar: “Essas pessoas são indivíduos diferentes?” Resposta do Evangelizador: “Não! São encarnações de um mesmo Espírito.” Este Espírito contribuiu muito para a Doutrina Espírita, viveu em diversas épocas, em vários países, com corpos físicos diferentes. Nas encarnações que conhecemos, ele foi homem, entretanto, ele pode ter sido mulher em outras existências, já que não temos todas as informações. Vocês sabem quem é ele? (Aguarde as respostas) É o Espírito Emmanuel, guia espiritual do médium Chico Xavier (mostre o desenho do seu rosto). Neste momento, deverá dizer que um deles recebeu o Espírito desencarnado,  o único com o rosto desenhado, e por isto,  deverá ler para a turma o que está escrito em sua descrição. Depois, os alunos deverão receber a sequência de datas e desenhar o rosto de cada personagem (cabelo, nariz, orelhas, olhos e boca) que receberam. Além disso, deverão pintar a imagem e colar cada um deles (no papel craft) na ordem correta, conforme indicado pela sequência das datas, inclusive aquele que recebeu o Emmanuel.

Obs.1: Para menores que 10 anos, não indico colocar o texto descritivo, pois há algumas informações chocantes.

Obs.2: O evangelizando poderá pedir para o colega ou para o próprio Evangelizador, que tente ficar na posição da figura, para que sirva de modelo para desenhar o rosto da figura.  

Sequência de datas:

SÉCULO IX A.C. - SÉCULOS II E I A.C. - ÉPOCA DO CRISTO - SÉCULO II  - SÉCULO III - SÉCULOS V E VI - SÉCULO XVI - SÉCULO XVII - SÉCULO XVIII - SÉCULOS XIX E XX - SÉCULO XXI

 

SÉCULO IX A.C.

SIMAS, GRÃO-SACERDOTE DO EGITO

Grão-sacerdote (superior hierárquico dos sacerdotes) do templo de Amon-Rá em Tebas, no Egito. Foi reitor da escola de Tanis e pai da futura rainha Semíramis, do império da Assíria, da Babilônia, do Súmer e do Akad.

SÉCULOS II E I A.C.

CÔNSUL PÚBLIO CORNELIUS LENTULUS SURA

Cônsul (alto cargo político da República Romana ) à época de Lucius Sergius Catilina, conspirador e inimigo de Marco Túlio Cícero. Foi preso e condenado à morte no ano 63 a.C, sem julgamento, devido a uma anárquica revolta, que tinha por objetivo  assumir o controle politíco sobre a cidade de Roma e Etrúria.

ÉPOCA DO CRISTO

SENADOR PÚBLIO LENTULUS CORNELIUS

Senador romano que exercia funções legislativas e judiciais. Públio lutou por Roma, não admitindo a corrupção e demonstrando integridade de caráter. Sofreu ao mesmo tempo, durante anos, a suspeita de ter sido traído pela esposa a quem tanto amava, Lívia.  Desencarnou no ano 79 d.C. em Pompeia, vítima da tragédia do vulcão  Vesúvio. 

SÉCULO II

ESCRAVO NESTÓRIO

De origem judia, apesar de nascido em Éfeso, Grécia. Chegou a ouvir, na infância, as pregações de João Evangelista, tendo colaborado com ele na evangelização da Ásia Menor. Foi escravizado por romanos na Judeia. Tinha um filho, de nome Ciro. Ambos foram martirizados no circo romano ao tempo da perseguição aos adeptos do Cristianismo.

SÉCULO III

FILÓSOFO BASÍLIO

Romano, filho de escravos gregos, pelo ano de 233 vivia em Chipre como liberto, dedicando-se a estudos filosóficos. Foi casado com a escrava Júnia Glaura, com quem teve uma filha, ambas mortas precocemente. Em Chipre, a vida lhe deu uma outra filha, Lívia, para a qual viveu até o fim de seus dias. Desencarnou supliciado em Lyon, após perseguição aos cristãos da igreja local.

SÉCULOS V E VI

BISPO DE REIMS | SÃO REMÍGIO

De família nobre e religiosa, nasceu Remígio na cidade de Lyon (França), em 439. Inteligente, talentoso e disciplinado, foi considerado o maior orador sacro do reino dos francos. Era distinguido por sua pureza de espírito, seu grande amor a Deus e ao próximo, e pela fé ardente. Foi eleito Bispo de Reims ainda muito jovem, onde permaneceu por 60 anos, sendo considerado o apóstolo dos pagãos nas Gálias.

SÉCULO XVI

PADRE MANOEL DA NÓBREGA  

Nasceu em Entre-Douro-e-Minho, Portugal, no ano de 1517. Em 1541, formou-se bacharel em Direito Canônico e Filosofia na Universidade de Coimbra. Três anos depois veio para o Brasil, sob ordens da Companhia de Jesus, com a missão de proteger e converter os indígenas à fé cristã, além de fundar igrejas e seminários. Além disso, colaborou na fundação de São Paulo. 

SÉCULO XVII

PADRE DAMIANO

Nascido em 1613, na Espanha. Aos 50 anos, residia em Ávila, trabalhando na Igreja de São Vicente. À época da instauração do Santo Ofício, revelou ideias diferentes, combatendo o fanatismo da Igreja Católica e as imposições políticas da Inquisição. Acreditava na imortalidade da alma e na pluralidade das existências e, abraçava, no íntimo, os princípios da Doutrina Espírita, antes mesmo de seu aparecimento, no século XIX. 

SÉCULO XVIII
EDUCADOR JEAN JACQUES TURVILLE

Educador da nobreza e prelado católico romano no período que antecede à Revolução Francesa. Viveu na região norte da França até a época do surgimento do Terror, quando decidiu fugir da ferocidade revolucionária, encaminhando-se para a Espanha, onde passou a viver até a morte.

SÉCULOS XIX E XX

PADRE AMARO, SACERDOTE NO BRASIL

Reencarnou em abastada família paraense, de origem mulata, e depois de sagrado sacerdote dirigiu-se à cidade do Rio de Janeiro onde passou a dedicar-se à condução da pregação do Evangelho de Jesus. Nesta ocasião, travou particular conhecimento com o ilustre médico Dr. Adolfo Bezerra de Menezes, com quem conversou abertamente sobre a codificação espírita. 

SÉCULO XX

EMMANUEL, ESPÍRITO GUIA DE  CHICO XAVIER  

Emmanuel é o responsável perante a hierarquia espiritual que nos governa, por todo o trabalho mediúnico que se iniciou em Minas Gerais. É ele o supervisor, o coordenador de toda a obra literário-mediúnica de Chico Xavier. 

SÉCULO XXI

NOVA REENCARNAÇÃO

Segundo o médium Chico Xavier, o espírito do benfeitor Emmanuel já está entre nós, na face da Terra. Chico Xavier afirma ter presenciado o seu retorno à vida física no ano de 2000. Ele disse que ele teria vindo novamente para trabalhar como professor.

Comentário: Emmanuel é o nobre espírito responsável por um grande trabalho missionário na pátria do Evangelho. (...) Alma profundamente possuída de espírito evangélico, Emmanuel tem prodigalizado, através de inúmeras formas de amparo espiritual, conforto e esclarecimento a legiões de criaturas aflitas e torturadas. Coração generoso, sabe repartir-se continuamente, na ubiquidade do amor e da simpatia, atendendo aos sofredores que o buscam. (https://bibliadocaminho.com/ocaminho/txavieriano/livros/dco/DcoVidas.htm)

(Baseada no blog: https://maritapianaro.blogspot.com/2013/05/pluralidade-das-existencias-aula-para-2.html e no site: https://bibliadocaminho.com/ocaminho/txavieriano/livros/dco/DcoVidas.htm)