Vingança

 Vinga-te da ignorância, instruindo-a sem alarde e sem pretensão.

 Retribui ao que te persegue com a prece do amor que compreende e auxilia sempre.

 Responde ao mal com o bem.

 Vinga-te das trevas, acendendo a verdadeira luz.

 Retribui a maldição com a bênção.

 Responde à preguiça com o trabalho.

 Auxilia ao que te prejudica.

 Ampara ao que te abandona.

 Lembra-te com bondade daqueles que te esqueceram.

 Auxilia aos teus adversários.

 Socorre aos que te ferem e caluniam.

 Estende mãos amigas aos que te dilaceram.

 O bom lavrador vinga-se da terra seca, adubando-a para que produza.

 Jesus mostrou ao mundo o tipo de esforço ideal que realmente garante o amor que regenera sem ruído.

Retribui à inquietação dos carrascos com a generosidade do silêncio.

Responde à violência dos crucificadores com a graça do perdão.

 Por abandonado e esquecido pelos discípulos mais amados, não se esquece deles, nosso Divino Mestre, e regressa do túmulo em gloriosa ressurreição, não para reclamações e lamentos, mas, sim, para auxiliá-los, na redenção do mundo, até o fim dos séculos…

 Se algum propósito de vingança te penetra o espírito, nas ocasiões escuras da Terra, comparece com ele à presença do Senhor, através da oração e Jesus te ensinará a praticar, em teu próprio benefício, a silenciosa e celeste resposta do amor.

(Doutrina e aplicação. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier)