Renovação

Quando o espinho buscar-te o coração

E puderes dizer – bendito sejas!

Quando a pedrada visitar-te o peito

E exclamares – bendita sejas tu!

Quando a prova amargosa e redentora

Requisitar-te a casa ao pranto escuro

E lembrares que há sombras

Mais terríveis que a tua em muita gente;

Quando inclinares teus ouvidos calmos

À irritação e à cólera dos outros,

Perdoando as ofensas e esquecendo-as;

Quando a dor inspirar-te

O canto excelso e doce da esperança;

Então tua alma içada à luz Celeste,

Sob a glória da vida superior,

Viverá luminosa e preparada

Para o Reino do Amor...

( Nosso Livro. Rodrigues de Abreu. Psicografado por Chico Xavier).