O padre na enchente

        Em uma cidadezinha do interior, havia um padre da única igreja do local, muito devoto e fervoroso, que confiava em Deus para a solução de todos os seus problemas. Um dia, veio uma enorme tempestade na cidade, que foi ficando cada vez mais inundada, inclusive a igreja. Mas o padre, com toda sua devoção, começou a rezar fervorosamente para ser salvo. Quando a água estava chegando em seus ombros, passa um homem em uma canoa e lhe diz:

        — Sobe, padre, sobe! Vou te salvar!

        O pare responde:

        — Não precisa, meu filho, tenho fé em Deus e ele vai me ajudar!

        E lá se foi o homem na canoa. As águas subiram ainda mais e o padre teve que ir até o telhado, e continua rezando esperando por um milagre. E eis que surge um homem com um barco a motor:

        — Vem, padre, sobe no barco! Eu vou te salvar!

        E o padre mais uma vez recusa a ajuda:

        — Não precisa, porque creio em Deus e Ele vai me ajudar! 

        A água foi subindo cada vez mais e o padre foi parar no topo da igrejinha, que estava quase desabando, e ele firme e forte na fé de que ia ser salvo.        

         Quando as águas subiram até o pescoço do padre, aparece o helicóptero dos bombeiros e eles o chamam pelo megafone:

        — Pega a corda para podermos te salvar, padre! 

        E o padre responde: 

        — Obrigado, mas não precisa, porque Deus vai me salvar! 

        A tempestade piorou, e toda a cidade ficou coberta em água. Como o padre não sabia nadar, ele se afogou e foi para o céu.

        Chegando lá, ele perguntou para Deus:

        — Confiei tanto no Senhor! Por que me abandonou quando pedi tanto pela Sua ajuda?

        E Deus responde:

        — Como é que eu não ajudei? Mandei uma canoa e você não subiu nela. Depois mandei um barco a motor e você também recusou. Por último mandei um helicóptero e você não subiu!

(Autor desconhecido)

Passatempo Espírita © 2013 - 2022. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode