O amigo

  Muitas vezes sobre a Terra,

  Só achas o amigo vão

  Que te espera no caminho

  Com o punhal da ingratidão.

 

 Mas, é que nunca procuras

  O amigo terno e fiel

  Que roubaria a amargura

  Dos teus instantes de fel.

 

  Esse Amigo podes tê-Lo,

  No fundo do coração,

  No altar da crença e da fé

  À luz da meditação.

 

 É Jesus. Lembra-te sempre

  Que o Mestre te acolherá.

  Se o amigo terrestre falha,

  Jesus nunca falhará.

(Cartas do Evangelho e outros poemas .Casimiro Cunha. 2ª Parte. Psicografado por Chico Xavier)