Medo, Dúvida e Descrença

        O discípulo pergunta a seu mestre:
        - O que fazer para ser manter em equilíbrio mental?
         O Mestre diz ao seu discípulo:  
        - Neste mundo devemos ter CORAGEM, CONFIANÇA e FÉ. Porque essas virtudes?  Pergunta o discípulo.
        - Porque se desviarmos caímos no MEDO, na DÚVIDA e na DESCRENÇA que são os opostos dessas virtudes.
        A vida que Deus nos concede é para ser  vivenciada, e não desviada, e assim devemos buscar a nossa evolução moral e espiritual, somente por esse caminho se alcança a Verdade e a Evolução.   
        Jesus disse;  conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. (João 8-32)  
        Jesus também disse ao jovem que queria a vida eterna, RENUNCIE A SI PROPRIO, TOME  SUA CRUZ    E SIGA-ME.         Em outras palavras, é preciso coragem para renunciar a própria vida(servir),  confiança para aceitar a cruz (os espinhos da vida, os resgates as expiações),  e fé ou ser fiel para seguir o caminho da caridade (benefício para a maioria).   Não é somente conhecer o bem,  e sim trilhar o caminho do bem.   Assim, os defeitos mais graves são; o medo, a dúvida e a descrença.  
        O MEDO é: insegurança, é o medo da vida,  medo das pessoas, medo dos espíritos,  medo da morte, medo do mal, medo de errar,  medo de responsabilidades, medo de falar a verdade,  e tantos outros medos. Se caminhamos na vida corretamente com humildade buscando acertar, acabamos  nos fortalecendo,  e fortalecidos conquistamos a coragem.  Deus ajuda quem tem coragem, sendo assim,  com coragem teremos confiança,  com confiança e fé em Deus, chegamos ao equilíbrio que nos proporciona a Paz.   
        A DÚVIDA é: a falta de conhecimentos, é não acreditar em si próprio, é  não acreditar nas intuições que recebe do alto, não ouvir a voz da consciência, não questionar ou quando questionar  não usar a razão a lógica e o bom senso. Dúvida é não admitir a resposta que a razão aceita.  Agindo assim nunca saberemos conduzir nossa vida corretamente. Não saberemos defender a nossa participação na criação de Deus. O espírito é criado por Deus, simples e ignorante, mas com uma determinação divina que é a evolução, todos vão evoluir acreditando ou não, gostando ou não, assim é. O que ocorre é que alguns aceitam e caminham mais rápido  outros não e demoram mais no caminho.          
        A DESCRENÇA é: não exercitar a fé,  ou melhor dizendo não ser fiel a Deus, não fazer esforço para cumprir as Leis de Deus, é não ter fé,  não ter esperança em dias melhores,  é não observar a vida, as evoluções e progressos que ocorreram no passado e que hoje também ocorrem naturalmente, é não estar disposto para aceitar o presente,  e nem  visualizar por pouco que seja um futuro melhor. Se já sabemos que a Deus pertence o futuro,  que a justiça divina se cumpre invariavelmente,  e que somos herança de nos mesmos,  depende de nos um futuro melhor,  então façamos o melhor hoje,  e fortalecidos no bem alcançaremos o equilíbrio e o progresso desejado.  
(Texto elaborado por Emerson Luccas V. da Cunha. Fonte: https://centroespiritaleocadio.org.br/medo-duvida-e-descrenca/)

Passatempo Espírita © 2013 - 2022. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode