Dupla da paz

Súplicas de socorro explodem nos lugares mais recônditos do mundo.

As respostas, no entanto, surgem da própria vida.

 

 Provações violentas enxameiam-te no caminho…

Coragem e paciência.

 

 Incompreensões te envolvem a estrada, dificultando-te os passos…

Paciência e coragem.

 

 Desgostos francamente inesperados aparecem-te, de súbito…

Coragem e paciência.
 

 Notícias fulminantes esfogueiam-te os ouvidos…

Paciência e coragem.
 

 Enfermidades sitiam-te a casa, conturbando-te a vida…

Coragem e paciência.
 

 Surpresas amargas te procuram, às vezes, por dentro do próprio lar…

Paciência e coragem.

 

 Entes queridos se te transformam em aflitivos problemas.

Paciência e coragem.

 

 Conflitos e tentações assomam-te ao pensamento, ameaçando-te a consciência tranquila…

Coragem e paciência.

 

Sejam quais forem os obstáculos que te desafiem, aciona essas duas alavancas da paz, porque a coragem te manterá o coração ligado à fé no Divino Poder que nos rege os dias e a paciência é a luz da esperança que nasce de nós, assegurando-nos a vitória sobre nós mesmos nas lutas edificantes do dia a dia.


(Endereços da paz. Espírito André Luiz . Psicografado por Chico Xavier)