Dinâmica - Tangram: Amar a Deus sobre todas as coisas

Objetivo: Mostrar que é preciso amar a si mesmo para que consiga amar ao próximo e consequentemente, amar a Deus em sua plenitude.

Participantes: Indefinido.

Tempo Estimado: Indeterminado.

Material: 2 Corações  (imprimir em papel canson A4), sacos plásticos transparentes, etiquetas ou durex (para fechar o saco plástico).

Descrição: O Evangelizador deverá, previamente, recortar e colocar todas as peças dos dois corações (Deus e Ódio) misturadas dentro de um saco plástico. Depois deverá distribuir para cada dupla de alunos um saco com todas as peças para que eles construam um coração puro. No princípio, os alunos terão dificuldades, pois haverá condutas ruins misturadas com as condutas boas. Então, para facilitar o processo de construção,  o Evangelizador deverá dar a seguinte dica: "Para construir um coração puro é necessário retirar as condutas ruins e utilizar somente as boas". Se as crianças escolherem corretamente as peças, do lado esquerdo do coração, poderão observar as condutas relacionadas ao "amor a si mesmo" e do lado direito, poderão vizualizar as condutas relacionadas ao "amor ao próximo", que formarão  perfeitamente a palavra Deus e todos os outros corações que provém Dele. Entretanto, se os alunos inserirem peças que possuam condutas ruins, não será possível completar a palavra Deus corretamente e formar os corações que emanam do amor a Deus.

Comentário: Diante de cada criatura, exerçamos a caridade do serviço e da bênção. Todos somos viajores na direção da Vida Maior. Doemos amor a Deus, na pessoa do próximo, e Deus, através do próximo, dar-nos-á mais amor. (Caminho Espírita. Diante de tudo. Espírito Bezerra de Menezes. Psicografado por Chico Xavier) Se algum disser pois, eu amo a Deus, e aborrecer a seu irmão, é um mentiroso. Porque aquele que não ama a seu irmão a quem vê, como pode amar a Deus a quem não vê? (1João 4:20)
(Baseada no vídeo do canal do YouTube "Quanta Luz": https://youtu.be/0M-YZkNTg_U)