Dinâmica - Regras de conduta

Objetivo: Mostrar que na sala de evangelização é necessário seguir regras de conduta  para ter uma melhor convivência  entre os colegas e aproveitamento dos ensinos recebidos.
Participantes: 20 alunos.
Tempo Estimado: 25 min.
Material: figuras, frases e título (imprimir em A4), cartolina, cola bastão, lápis de cor, lápis de escrever , borracha, canetinha.
Descrição: O Evangelizador deverá,  antecipadamente, recortar a cartolina no tamanho de 66cm x 33cm. Colar o título " Regras de Conduta" na cartolina e desenhar 5 quadrados na parte superior (largura:12cm x altura:13cm) e 5 quadrados na parte inferior, com 1cm de espaço entre eles (Obs.: use um molde para facilitar o desenho). Depois deverá distribuir uma figura ou uma frase para cada aluno. Aqueles que receberam a figura deverão dizer diante da turma qual é a regra de conduta que todos devem seguir na sala de evangelização, representada por aquela imagem que recebeu. Se o aluno não souber a resposta, o colega que estiver com a frase correspondente poderá ajudá-lo com dicas (Por exemplo: diga que tem relação com o relógio; diga que tem haver com atividades, etc...) Logo após acertar, peça para o aluno colar a imagem dentro do quadrado da cartolina e o colega colar a frase correspondente logo abaixo.
Obs.: Se preferir, dê um tempo para que as crianças possam colorir as imagens e depois inicie a dinâmica.

Regras de conduta:
Chegar no horário.
Beber água e ir no banheiro, antes de iniciar a aula.
Levantar a mão se quiser falar.
Fazer silêncio durante a aula.
Não agredir ou ofender os colegas e evangelizadores.
Prestar atenção na aula.
Participar das atividades.
Guardar o material, depois de utilizá-lo.
Jogar o lixo na lixeira.
Entrar e sair da sala sem correr.

Comentário: O Espírito André Luiz sugere que sigamos as seguintes regras de conduta no templo espírita:

"Entrar pontualmente no templo espírita para tomar parte das reuniões, sem provocar alarido ou perturbações.  O templo é local previamente escolhido para encontro com as Forças Superiores.  Dedicar a melhor atenção aos doutrinadores, sem conversação, bocejo ou tosse bulhenta, para que seja mantido o justo respeito ao lar da oração.  Os atos da criatura revelam-lhe os propósitos.  (...)O silêncio favorece a ordem.  (...) Com espontaneidade, privar-se dos primeiros lugares no auditório, reservando-os para visitantes e pessoas fisicamente menos capazes.  O exemplo do bem começa nos gestos pequeninos.  (...) Acostumar-se a não confundir preguiça ou timidez com humildade, abraçando os encargos que lhe couberem, com desassombro e valor.  A disposição de servir, por si só, já simplifica os obstáculos. "          

            "Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles." - Jesus. (MATEUS, 18:20.) (Conduta Espírita. Cap. 11. Espírito André Luiz. Psicografado por Waldo Vieira )

(Baseada em autor desconhecido)

Passatempo Espírita © 2013 - 2021. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode