Dinâmica - Paz no mundo

Objetivo: Refletir sobre o que é preciso fazer para construirmos a paz no mundo.  
Participantes: Indefinido.
Tempo Estimado: Indeterminado.
Material: cartolina, canetinhas coloridas,  lousa e giz.
Descrição: O Evangelizador deverá escrever na parte superior da lousa e da cartolina a seguinte frase: "Para construir a paz no mundo é preciso..." e na parte inferior: "Jesus disse: Bem-aventurados os pacificadores,  porque eles serão chamados filhos de Deus."  Depois deverá fazer a seguinte explicação: Há uma diferença fundamental entre ser “pacífico” e “pacificador”. Pacífico é um amigo da paz. Pacificador é aquele que, além de pacífico, trabalha, age, em favor da paz. O pacífico, às vezes, pode ser passivo. O pacificador, necessariamente, tem que ser ativo, atuante. Jesus, aceitando, por amor, a cruz do calvário, revelou-se pacífico. Perdoando os algozes, os agentes da crucificação, tornou-se pacificador (*).  Logo em seguida, deverá pedir para que cada aluno reflita sobre isto e complete a frase escrita na lousa, dizendo em voz alta, para o Evangelizador anotar. Após feito isto, o Evangelizador fará o comentário e deverá pedir para que cada um escreva na cartolina as suas sugestões anteriores (anotadas na lousa) ou posteriores, caso tenham mudado de ideia após ouvir a mensagem do espírito Hilário Silva .

(*): Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita — Tomo II — Ensinos e Parábolas de Jesus  — Parte I - Módulo II — Ensinos diretos de Jesus. Marta Antunes de Oliveira Moura. FEB.

Comentário: O Espírito Hilário Silva fez as seguintes indicações para construir a paz:
"Faça o bem que puder.
Não se irrite.
Não censure a ninguém.
Conserve a paciência.
Desculpe sem condições.
Não crie adversários.
Adquira amigos por onde passe.
Não atrase o socorro possível a quem sofre.
Converse auxiliando para o bem.
Esqueça o mal, seja ele qual seja.
Não se lamente.
Ensine a prática da bondade e da tolerância, começando da própria casa.
Guarde silêncio, ante qualquer insulto.
Tolere com serenidade a palavra ou o gesto de qualquer agressor.
Aceite os seus problemas, buscando resolvê-los, sem levantar problemas para os outros.
Mantenha o seu sorriso de compreensão e solidariedade.
Dentro da consciência tranquila, transforme, quanto possível, o que lhe apareça na feição do mal em benefício concreto.
Trabalha servindo.
Não esmoreça, diante das provas necessárias, persistindo com o melhor que você possa fazer.
Em qualquer obstáculo ou situação difícil, imagine o que Jesus faria ou não faria, em seu lugar, e prefira estar com Jesus, em sua consciência e em seu coração, porque atendendo às indicações de Jesus, nunca perderemos o tesouro da paz." (Seara de fé. Indicações da paz. Espírito Hilário Silva. Psicografado por Chico Xavier)

 (Baseada em autor desconhecido)

Passatempo Espírita © 2013 - 2021. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode