Dinâmica - Para renovar-nos

Objetivo: Fazer uma reflexão de como deveríamos agir na sociedade para realizar a renovação espiritual.
Participantes: Máximo 10 alunos.
Tempo Estimado: 20min.
Material: 10 perguntas ,10 comentários, 10 envelopes de carta (11,4cm X 16,2cm), tesoura e cola bastão.
Descrição: O Evangelizador deverá, previamente, recortar as perguntas e os comentários e depois deverá colar as 10 perguntas nos 10 envelopes (na parte superior do destinatário). Além disso, cada comentário deverá ser inserido na parte de dentro do envelope, confome a pergunta correspondente. Após feito isto, o Evangelizador  deverá fazer a seguinte explanação: Segundo o Espírito André Luiz, "O dever do espírita-cristão é tornar-se progressivamente melhor.  Útil, assim, verificar, de quando em quando, com rigoroso exame pessoal, a nossa verdadeira situação íntima. Espírita que não progride durante três anos sucessivos permanece estacionário." Sendo assim, hoje faremos algumas reflexões de como deveríamos agir na sociedade para realizar a renovação espiritual. Cada um receberá um envelope, deverá ler e responder a pergunta diante da turma , e somente depois deverá abrí-lo para ler o comentário  do Espírito André Luiz*.

Pergunta: Como busca solucionar os seus problemas ?
Comentário: Não espere viver sem problemas, de vez que problemas são ingredientes de evolução, necessários ao caminho de todos.

Pergunta: Qual é a melhor forma de perdoar os próprios erros?
Comentário: Ante os próprios erros, não descambe para o desculpismo e sim enfrente as consequências deles, a fim de retificar-se, como quem aproveita pedras para construção mais sólida.

Pergunta: Como costuma reagir diante de uma decepção?
Comentário: Não perca tempo e serenidade, perante as prováveis decepções da estrada, porquanto aqueles que supõem decepcionar-nos estão decepcionando a si mesmos.

Pergunta: Porque é necessário refletir antes de agir?
Comentário: Reflita sempre antes de agir, a fim de que seus atos sejam conscientizados.

Pergunta: O que faz para se tornar um ser humano cada vez melhor?
Comentário: Não exija perfeição nos outros e nem mesmo em você, mas procure melhorar-se quanto possível.

Pergunta: Quais atitudes tornam a vida mais complicada?
Comentário: Simplifique seus hábitos.

Pergunta: Qual reação poderia ter diante de uma palavra agressiva?
Comentário: Experimente humildade e silêncio, toda vez que a violência ou a irritação apareçam em sua área.

Pergunta: Se precisasse de um conselho, a quem pediria?
Comentário: Comunique seus obstáculos apenas aos corações amigos que se mostrem capazes de auxiliar em seu benefício com discrição e bondade.

Pergunta: O que costuma fazer para diminuir o estresse?
Comentário: Diante dos próprios conflitos, não tente beber ou dopar-se, buscando fugir da própria mente, porque de toda ausência indébita você voltará aos estragos ou necessidades que haja criado no mundo íntimo, a fim de saná-los.

Pergunta: O que faz para manter a paz na consciência?
Comentário: Lembre-se de que você é um Espírito eterno e se você dispõe da paz na consciência estará sempre inatingível a qualquer injúria ou perturbação.

Obs.1:O Evangelizador também tem a opção de fazer a dinâmica de outro modo: pode embaralhar os comentários, colocando-os  dentro dos envelopes que não tenham relação alguma com as perguntas, de modo que os  alunos possam ler e responder as perguntas e os colegas  que estiverem com os comentários sobre o assunto, fazerem a leitura e efetuar a devida troca.

Obs.2: Os dez comentários foram retirados do livro: Coragem. Para renovar-nos. Ditado pelo Espírito André Luiz. Psicografado por Chico Xavier.

Comentário final:
Outras reflexões que devemos fazer:
Testa a paciência própria:
— Estás mais calmo, afável e compreensivo?
 Inquire as tuas relações na experiência doméstica:
— Conquistaste mais alto clima de paz dentro de casa?
 Investiga as atividades que te competem no templo doutrinário:
— Colaboras com mais euforia na seara do Senhor?
 Observa-te nas manifestações perante os amigos:
— Trazes o Evangelho mais vivo nas atitudes?
Reflete em tua capacidade de sacrifício:
Notas em ti mesmo mais ampla disposição de servir voluntariamente?
Pesquisa o próprio desapego:
— Andas um pouco mais livre do anseio de influência e de posses terrestres?
Usas mais intensamente os pronomes “nós”, “nosso” e “nossa” e menos os determinativos “eu”, “meu” e “minha”?
Teus instantes de tristeza ou de cólera surda, às vezes tão conhecidos somente por ti, estão presentemente mais raros?
Diminuíram-te os pequenos remorsos ocultos no recesso da alma?
Dissipaste antigos desafetos e aversões?
Superaste os lapsos crônicos de desatenção e negligência?
Estudas mais profundamente a Doutrina que professas?
Entendes melhor a função da dor?
Ainda cultivas alguma discreta desavença?
Auxilias aos necessitados com mais abnegação?
Tens orado realmente?
Teus ideais evoluíram?
Tua fé raciocinada consolidou-se com mais segurança?
Tens o verbo mais indulgente, os braços mais ativos e as mãos mais abençoadoras?
Evangelho é alegria no coração: — Estás, de fato, mais alegre e feliz intimamente, nestes três últimos anos?
Tudo caminha! Tudo evolui! Confiramos o nosso rendimento individual com o Cristo!
(...)Interroga a consciência quanto à utilidade que vens dando ao tempo, à saúde e aos ensejos de fazer o bem que desfrutas na vida diária.
Faze isso agora, enquanto te vales do corpo humano, com a possibilidade de reconsiderar diretrizes e desfazer enganos facilmente, pois, quando passares para o lado de cá, muita vez, já será mais difícil...
(Opinião Espírita. Examinemos a nós mesmos. Espírito André Luiz.  Psicografado por Waldo Vieira)
(Baseada nos livros: Opinião Espírita. Examinemos a nós mesmos. Espírito André Luiz.  Psicografado por Waldo Vieira / * Coragem. Para renovar-nos. Espírito André Luiz.  Psicografado por Chico Xavier)

Passatempo Espírita © 2013 - 2021. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode