Dinâmica - Os verdadeiros Obreiros da Boa Vontade

Objetivo: Perceber que existem diversos tipos de trabalhadores voluntários que agem conforme seus interesses, e que somente poucos são realmente obreiros de Boa Vontade.
Participantes: Indefinido (grupos com 3 alunos).  
Tempo Estimado:   10 min.
Material:  Textos (imprimir em papel A4).
Descrição: O Evangelizador deverá dividir a turma em equipes com três alunos e entregar um texto com as frases incompletas e as palavras embaralhadas. Logo em seguida, deverá explicar que as frases descrevem os tipos de trabalhadores voluntários e eles deverão escrever nas lacunas os nomes usados pelo Espírito André Luiz, que definem estes obreiros. Cada equipe terá no máximo 10min  para dialogar  entre si e escrever as respostas nas lacunas. No entanto, quem entregar primeiro o texto para o Evangelizador, com as respostas corretas,  vencerá.
Obs.: Deixe bem claro que, não adiantará ser rápido e escrever as respostas incorretas, pois assim não vencerá. O ditado popular diz: "A pressa é inimiga da perfeição."
TEXTO:
Preencha as lacunas corretamente  com as palavras abaixo:
O Espírito André Luiz disse: "A obra do Senhor conta com servidores de todas as latitudes, tendências e direções."

1. Alguns somente cooperam em tarefas que lhes agradem.
São os obreiros  ______________________________. (caprichosos)
2. Outros não colaboram, se a multidão dos amigos não lhes observa os esforços.
São os obreiros  ______________________________. (vaidosos).
3. Alguns ajudam, segundo as circunstâncias do tempo.
São os obreiros  ______________________________.  (inconstantes)
4.Diversos colaboram indicando os defeitos dos companheiros.
São os obreiros  ______________________________. (escarnecedores)
5. Muitos auxiliam, quando há benefícios imediatos.
São os obreiros  ______________________________. (oportunistas)
6. Não poucos surgem no serviço, reclamando as vantagens para o seu círculo pessoal.
São os obreiros  ______________________________.  (egoístas)
7. Mas, o Mestre glorifica-se nos cooperadores que não cogitam de prerrogativa e remuneração, que servem onde, como e quando determina a sua Vontade Sábia e Soberana.
São os  obreiros   ______________________________. (da Boa Vontade)
(Texto retirado do livro: Através do tempo. Aos “Obreiros da Boa Vontade”. Psicografado por Chico Xavier)
Obs.: Algumas frases da mensagem foram suprimidas.


Comentário: "Tendo como objetivo a melhoria dos homens, o Espiritismo não vem recrutar os que são perfeitos, mas os que se esforçam em o ser, pondo em prática o ensino dos Espíritos. O verdadeiro espírita não é o que alcançou a meta, mas o que deseja seriamente atingi-la. Sejam quais forem os seus antecedentes, será bom espírita desde que reconheça suas imperfeições e seja sincero e perseverante no propósito de emendar-se. Para ele o Espiritismo é uma verdadeira regeneração, porque rompe com o passado; indulgente para com os outros, como gostaria que fossem para consigo, de sua boca não sairá nenhuma palavra malevolente nem ofensiva contra ninguém.  Aquele que, numa reunião, se afastasse das conveniências, não só provaria falta de civilidade e de urbanidade, mas falta de caridade; aquele que se melindrasse com a contradição e pretendesse impor a sua pessoa ou as suas idéias, daria prova de orgulho. Ora, nem um nem outro estariam no caminho do verdadeiro Espiritismo cristão. "(Revista Espírita. Dezembro de1861. Organização do Espiritismo . Allan Kardec)
(Baseada no livro: Através do tempo. Aos “Obreiros da Boa Vontade”. Psicografado por Chico Xavier)

Passatempo Espírita © 2013 - 2022. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode