Dinâmica - O Céu e o Inferno

Objetivo: Mostrar que nós mesmos podemos criar o "céu" ou o "inferno" conforme as nossas ações de caridade ( fonte de todas as virtudes) ou egoísmo ( fonte de todos os vícios).

Participantes: Indefinido (a partir dos 8anos).

Tempo estimado: Indeterminado.

Material: Pirulitos mastigáveis (retangulares) com embalagens para todos os participantes (Obs.:Evitar pirulitos redondos que podem provocar engasgos, caso a bala se solte do palito).

Descrição: O Evangelizador deverá reunir todos os participantes formando um círculo. Em seguida deverá distribuir um pirulito para cada participante (obs.: o pirulito a ser utilizado deve estar na embalagem original). Assim que todos tiverem recebido, o Evangelizador dará as seguintes instruções: "A partir de agora ninguém mais pode sair do lugar e deverão seguir minhas instruções. Segurem o pirulito com a mão direita. A mão esquerda deve ser colocada para trás e não pode ser utilizada em nenhum momento. Estiquem o braço direito para frente, a partir de agora ninguém poderá dobrar o braço. O único movimento que podem fazer é para a direita ou para a esquerda. Quem dobrar o braço será retirado da brincadeira". O Evangelizador deverá perguntar se alguém tem alguma dúvida e verificar se todos estão seguindo as instruções. E logo em seguida deverá dizer: " Agora quero que todos desembrulhem o pirulito que está segurando na mão direita e comecem a chupar. Neste momento se instala a confusão, alguns participantes logo se dão conta que não vão conseguir remover a embalagem do pirulito sozinhos e que precisarão da ajuda do companheiro do lado, pois só podem realizar movimentos para a direita ou para a esquerda. É divertido ver as crianças tentando abrir a embalagem com apenas uma mão. Quando um dos participantes encontra a solução , utilizando a ajuda do amigo ao lado, todo o grupo entende a charada. Logo em seguida começam a se ajudar mutuamente.

Obs.: Em grupos com crianças, pode ser que elas não encontrem uma solução. Sendo assim, o Evangelizador deverá dar dicas ou participar da brincadeira, tomando a iniciativa de pedir para que a criança ao seu lado, ajude a abrir a embalagem.

O primeiro desafio é remover a embalagem do pirulito, no entanto, como não podem dobrar o braço, cada um deverá chupar o pirulito do colega do lado.

Após todos conseguirem abrir a embalagem,  o Evangelizador poderá solicitar que cada um fique a vontade para degustar seu pirulito e em seguida deverá iniciar a leitura do seguinte texto  para reflexão:

 

História: As Colheres de Cabo Comprido

Há muito tempo, um homem vinha pedindo em oração para que Deus lhe mostrasse como era o céu e o inferno. Então certo dia, ele adormeceu e teve um sonho revelador.  Durante o sono um Espírito iluminado o pegou pelas mãos e o levou a uma viagem a um  local muito feio, onde  parecia ser o inferno. Lá, passaram por um grande portão e logo na entrada, no centro de uma grande sala, o homem viu uma panela enorme cheia de sopa. Em volta desta panela havia centenas de pessoas, magras, famintas, clamando por um pouco de alimento. Cada uma delas segurava uma colher, porém de cabo muito comprido, que lhes possibilitava alcançar a panela, mas não permitia que colocassem a sopa na própria boca. Todos sofriam e agonizavam  com o estômago vazio diante de tamanha fartura.

Em seguida, o Espírito iluminado  levou o homem até uma região muito bonita, onde parecia ser o céu . Após passarem por um estreito portão, entraram numa sala muito parecida com a que viram antes. Havia uma grande panela de sopa no meio e em volta centenas de pessoas, também com colheres de cabo longo. No entanto, todas estavam muito satisfeitas, fartas e felizes, pois estavam muito bem alimentadas. O homem não entendeu aquilo e pensou consigo mesmo:  Como podia ser...?Por que estes estavam felizes e os outros não? Então, perguntou ao espírito iluminado:

- Meu querido guia espiritual , eu não entendo. Como isto pode ocontecer? A situação é a mesma. No entanto, estes estão felizes e satisfeitos , enquanto os outros estão famintos.

Com um a expressão serena, o sábio instrutor explicou:

- A grande diferença é que aqui todos aprenderam a usar a colher de cabo comprido para dar comida ao próximo, e um ajudando ao outro puderam matar a fome material e espiritual.

Veja o vídeo: A história das Colheres de Cabo grande (Youtube)

Comentário: No Espaço, como, aliás, na Terra, a vontade é soberana e o pensamento é criador. Os espíritos criam diversos tipos de moradas no espaço,  onde se agrupam  conforme o seu grau de evolução e afinidade de pensamentos.  No inferno, nas zonas inferiores  ou no umbral se reúnem  Espíritos que foram e continuam sendo egoístas, assim como vimos nesta história. Cada um estava preocupado com a sua própria fome, isto é, em resolver o seu problema, ao invés de  pensar numa solução que poderia ajudar a todos. Então todos sofrem, ficam revoltados, sem ter razão. Somente são retirados destes locais,  quando se arrependem do mal que fizeram  e se  encontram modificados para o bem.

No céu, nas zonas superiores ou nas colônias espirituais,  reunissem Espíritos que fizeram o bem ao próximo e continuam  querendo trabalhar em prol do progresso e do bem comum. Após a morte, a vida continua e existe muito trabalho a ser feito. Como vimos na história,  nas colônias espirituais também todos trabalham em equipe e  se ajudam com ideias criativas. Aliás, dependendo da sua condição evolutiva,  nem sentem mais a necessidade do alimento material,  absorvem os princípios vitais da atmosfera através da respiração. Portanto, todos vivem em harmonia.

Nós mesmas, as criaturas encarnadas, estaremos dentro de "regiões" criadas pelo nosso pensamento.  Céu e inferno são os nossos sentimentos, nossas emoções, o que trazemos dentro de nós, conforme estejamos vinculados ao bem –céu, ou o mal – inferno. As pessoas ligadas ao bem, as que desenvolvem dentro de si os melhores sentimentos estarão sempre no “céu”, enquanto aquelas que se voltam para o mal, viverão em um verdadeiro “inferno”, até que se resolvam a endireitar os caminhos, a se melhorarem, porque todos fomos criados para sermos felizes; depende de nossa vontade vencermos o mal e nos integrarmos ao bem. (AME-JF)

(Baseada no livro "Nosso lar" ditado pelo Espírito André Luiz, psicografado por Chico Xavier e no site: https://www.esoterikha.com/coaching-pnl/dinamica-do-pirulito-texto-e-exemplos-de-brincadeiras-para-grupos.php)