Dinâmica - O adolescente no lar

Objetivo: Compreender por qual motivo os pais "pegam no pé" dos seus filhos.  
Participantes:  Indefinido.
Tempo Estimado: 30min.
Material: caixa, almofada em forma de pé (ou bola), papel sulfite e tesoura.
Descrição: O Evangelizador deverá recortar as frases abaixo, dobrá-las em forma de bilhetes e colocá-las dentro de uma pequena caixa. Depois deverá escrever na tampa a seguinte pergunta: Por que a família"pega no seu pé"? Na sala de aula, os adolescentes deverão fazer uma roda e jogar a almofada (em forma de pé) para aquele que deseja que pegue uma frase da caixa e responda a pergunta. Ou seja, todo aquele que receber a almofada deverá pegar uma frase da caixa, ler em voz alta  e fazer um comentário sobre o assunto abordado, explicando por que tal atitude faz com que os pais peguem nos pés dos filhos (obs.: Após fazer o comentário, os outros também poderão dar a sua opinião, se quiserem). No entanto, o aluno que não conseguir pegar a almofada ou derrubá-la, receberá uma tarefa extra: deverá dançar ou cantar um pequeno trecho de uma música espírita.

Frases:
- João não quer seguir nenhuma religião.
- Após a separação dos pais, Juliana não aceita ficar com o seu pai no final de semana.
- Ricardo gosta de ir para as baladas e volta muito tarde  para casa.
- Michele fica horas no telefone com o seu namorado.
- Lucas costuma sair de casa e não diz para onde vai.
- Luana fica horas debaixo do chuveiro.
- Hugo não quer saber de estudar e falta muitas aulas.
- Rute só quer comer lanches, doces e tomar refrigerentes.
- Aline gosta de consumir bebidas alcoolicas em festas e falar bobagens.  
-  Rogério faz uso de maconha e rouba coisas em casa para conseguir comprar a droga.
- Raquel não quer colaborar nos afazeres domésticos, deixa o seu quarto bagunçado e as louças sujas.
- Mônica utiliza toda a sua mesada para comprar roupas de marca e reclama que não é suficiente.
- Rodrigo gosta de ouvir som alto dentro de casa.
- Marcos fica jogando video-game  durante horas.
- Viviam  gosta de ficar o tempo todo com o seu celular para ver as  redes sociais.
- Luciana só quer utilizar mini blusas e shorts muito curtos .
Obs.: Se os adolescentes não conseguirem dar uma explicação coerente para o assunto em questão, o Evangelizador deverá fazer o comentário.

Comentário final: Filhos, não reclamem dos seus pais. Toda família que se preocupa com a educação dos seus filhos costuma "pegar no seu pé". No livro Correio Fraterno, o espírito Humberto de Campos faz a seguinte rogativa: " (...) se algo posso rogar a você, não menospreze a experiência dos mais velhos.
Já sei a qualidade de suas objeções.
“Nem sempre os maduros são os melhores — dirá em suas reflexões sem palavras —; tenho visto velhos desprezíveis, viciados e portadores de maus exemplos.”
Não julguemos apressadamente. Considere que os pioneiros da luta, encontrados por você, no grande caminho da vida, talvez não tenham recebido as oportunidades que brilham em suas mãos.
Ainda que lhe pareçam inconsistentes ou contraditórios, duros ou exigentes, ouça, com respeito e serenidade, o que digam ou ensinem.
Que seria de nós, sem o esforço de quem nos antecede?
Invariavelmente, aprendemos alguma coisa de útil ou de belo, alicerçando-nos na lição de quem lutou, antes de nós. " (Correio Fraterno. Ao companheiro juvenil. Espírito Humberto de Campos.  Psicografado por Chico  Xavier)
(Baseada na dinâmica " O adolescente lá de casa"  do site: https://www.ceerj.org.br/portal/evangelizacao/familia/244-1-caderno-de-atividades-dinamicas)

Passatempo Espírita © 2013 - 2021. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode