Dinâmica - Interpretação dos sonhos

Objetivo: Compreender que o sonho, muitas vezes, possui imagens simbólicas  e que é necessário saber interpetrá-lo.
Participantes: Indefinido.
Tempo Estimado: Indeterminado.
Material: texto bíblico.
Descrição: O Evangelizador deverá iniciar a dinâmica , dizendo: Vocês sonham enquanto dormem?  Após acordar, vocês se recordam dos seus sonhos? Alguém já sonhou que estava fazendo uma prova, pois estava preocupado com isto?  Alguém já sonhou com algum parente que já desencarnou? Já tiveram algum sonho que revelou um acontecimento futuro, e depois, aconteceu de fato? (Aguarde as respostas)
Então, hoje vou lhes contar uma previsão do futuro que foi revelada no sonho de José, uma personalidade da Bíblia.  Quero que prestem atenção na história , para que depois tentem interpretar este sonho, dizendo o que representam os símbolos na vida real. O livro de Gênesis (37:2-11),  primeiro livro da Bíblia, descreve a vida de José e seu sonho da seguinte forma:

37.2   Esta é a história de Jacó (*). Tendo José dezessete anos, apascentava os rebanhos com seus irmãos; sendo ainda jovem, acompanhava os filhos de Bila e os filhos de Zilpa, mulheres de seu pai; e trazia más notícias deles a seu pai.
37.3   Ora, Israel amava mais a José que a todos os seus filhos, porque era filho da sua velhice; e fez-lhe uma túnica talar de mangas compridas.
37.4   Vendo, pois, seus irmãos que o pai o amava mais que a todos os outros filhos, odiaram-no e já não lhe podiam falar pacificamente.
37.5   Teve José um sonho e o relatou a seus irmãos; por isso, o odiaram ainda mais.
37.6   Pois lhes disse: Rogo-vos, ouvi este sonho que tive:
37.7   Atávamos feixes de trigo no campo, e eis que o meu feixe se levantou e ficou em pé; e os vossos feixes o rodeavam e se inclinavam perante o meu.(**)
37.9   Teve ainda outro sonho e o referiu a seus irmãos, dizendo: Sonhei também que o sol, a lua e onze estrelas se inclinavam perante mim.(**)
37.11   Seus irmãos lhe tinham ciúmes; o pai, no entanto, considerava o caso consigo mesmo.
Obs.(*): Jacó,  pai de José, também conhecido como Israel, foi o terceiro patriarca.
Obs.(**): Os versículos 8 e 10 foram suprimidos do texto, para serem explicados posteriormente.
       
        Agora, vamos tentar interpretar...No primeiro sonho, quem simboliza o feixe de trigo que ficou em pé? Quem representam os feixes que se inclinaram perante o outro?  No segundo sonho, quem simboliza o sol e a lua? Quem representam as onze estrelas que também se inclinaram perante José? (Aguarde as respostas)
        No primeiro sonho, os feixes de trigo que se curvaram, simbolizam os seus irmãos, e o feixe que se levantou e ficou em pé, mostrando superioridade, representa José. " Por isso, quando José contou o sonho a seus irmãos,  eles lhe disseram: "Reinarás, com efeito, sobre nós? E sobre nós dominarás realmente? E com isso tanto mais o odiavam, por causa dos seus sonhos e de suas palavras. (Gênesis 37:8). O segundo sonho é semelhante ao primeiro:  o sol e a lua, simbolam os pais de José, e as 11 estrelas representam seus irmãos. Quando José contou o sonho para seu pai e seus irmãos, ele o repreendeu e lhe disse: "Que sonho é esse que tiveste? Acaso, viremos, eu e tua mãe e teus irmãos, a inclinar-nos perante ti em terra?" (Gênesis 37:10)
        Tempos depois, o sonho que previa o futuro, de fato aconteceu: Após ter sido vendido a mercadores pelo seus irmãos, e ter sido preso, José recebeu a nomeação de governador do Egito , pois havia conseguido interpretar um sonho muito importante do Faraó. O sonho  mostrava que, no futuro, haveria um período de fartura e um período de escassez no Egito. Então, sabendo disso, durante os anos de fartura, José guardou muita comida, para que durante os anos de escassez, o povo não morresse de fome. Entretanto, muitas pessoas de outras terras, não fizeram o mesmo, e tiveram que comprar  os mantimentos  no Egito para não morrer, inclusive os seus próprios irmãos, que o haviam vendido por inveja," chegaram e  inclinaram-se a ele, com o rosto em terra " (Gênesis 42:6), cumprindo a profecia.

Comentário final: Existem vários processos pelos quais o homem poderá ser informado de um ou outro acontecimento futuro importante da sua vida. Comumente, se ele fez jus a essa advertência, ou lembrete, pois isso implica certo mérito, ou  ainda certo desenvolvimento psíquico, de quem o recebe, é um amigo do Além, um parente, o seu Espírito familiar ou o próprio Guardião Maior que lhe comunicam o fato a realizar­-se, preparando­-o para o evento, que geralmente é grave, doloroso,fazendo-­se sempre em linguagem encenada, ou figurada, como de uso no Invisível, e daí o que chamais "avisos pelo sonho", ou  seja, sonhos premonitórios. (Recordações da mediunidade. Cap. 9 - Premonições. Yvonne A. Pereira)
Os avisos por meio de sonhos desempenham grande papel nos livros sagrados de todas as religiões. Sem garantir a exatidão de todos os fatos narrados e sem os discutir, o fenômeno em si mesmo nada tem de anormal, sabendo-se, como se sabe, que, durante o sono, é quando o Espírito, desprendido dos laços da matéria, entra momentaneamente na vida espiritual, onde se encontra com os que lhe são conhecidos. É com freqüência essa a ocasião que os Espíritos protetores aproveitam para se manifestar a seus protegidos e lhes dar conselhos mais diretos. São numerosos os casos de avisos em sonho, porém, não se deve inferir daí que todos os sonhos são avisos, nem, ainda menos, que tem uma significação tudo o que se vê em sonho. Cumpre se inclua entre as crenças supersticiosas e absurdas a arte de interpretar os sonhos. (A Gênese. Cap. 25. Item 3. Allan Kardec)

Passatempo Espírita © 2013 - 2021. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode