Dinâmica - Família: Laços espirituais ou laços corporais?

Objetivo:  Mostrar  que existem duas espécies de famílias: as famílias reunidas pelos laços espirituais (que possuem afeição espiritual) e as famílias reunidas  pelos laços corporais (que possuem afeição carnal) .

Participantes: Máximo 12 alunos.

Tempo Estimado: 15 min.

Material: Frases, caixa de papelão,  cartolina azul, canetinha,  fita crepe.

Descrição: O Evangelizador deverá fazer dois cartazes (dividindo a cartolina ao meio), com os seguintes títulos : "Famílias reunidas pelos laços espirituais" e  "Famílias reunidas pelos laços corporais". Deverá colocar estes cartazes na parede da sala de aula , um ao lado do outro, com meio metro de distância entre eles. E depois deverá fazer uma linha divisória  com  fita crepe na parede e no chão (1metro), para fazer uma divisão entre eles . Logo após,  o Evangelizador deverá dobrar as frases, colocá-las numa caixa e pedir para que os alunos peguem apenas uma delas e leia em silêncio. Depois pergunte a eles qual é o tipo de família que  pertence aquela afirmativa que receberam:  Famílias reunidas pelos laços espirituais (direita) ou  Famílias reunidas pelos laços corporais (esquerda)? Explique que eles deverão se dirigir para os locais correspondentes, conforme as frases recebidas. Feito isto, os alunos que se reuniram do lado esquerdo deverão ler suas frases em voz alta, e posteriormente,  os demais  do lado direito deverão fazer o mesmo para que possa mostrar as diferenças entre os dois grupos que se formaram, ou seja, os dois tipos de famílias.

 

Famílias reunidas pelos laços espirituais (frases):

Filha: Eu e minha irmã somos grandes amigas, uma sempre ajuda a outra no que for preciso.

Mãe: Eu e meus filhos nos divertirmos muito quando brincamos juntos, pois estamos em perfeita comunhão de pensamentos.

Tia: Eu cuido dos meus filhos com muito carinho e dedicação e eles são amorosos comigo.

Avô: Todos na minha família se respeitam e vivem em harmonia, não há agressões físicas ou ofensas.

Pai: Eu casei com a minha esposa, pois ela possui virtudes que admiro muito.

Avó: Os meus sentimentos e ideais são semelhantes aos do meu marido, nós gostamos de ajudar os moradores de rua.

(Obs.: Observa - se que os integrantes desta família são altruístas e espiritualistas.)

 

Famílias reunidas pelos laços corporais (frases):

Mãe: Não me importo com quem meus filhos andam  ou o que eles fazem, eu  quero é sossego...

Pai: Eu prefiro ir beber com meus amigos, do que ficar com a minha família.

Avô: Eu  casei com a minha esposa, porque ela é muito bonita, mas hoje percebo que não gosto dela.

Tia: Eu só casei com meu marido,  porque ele é muito rico, caso contrário não faria isto.

Tio: Eu e meus irmãos sempre brigamos e não vivemos em paz.

Filho: Eu prefiro deixar meu pai num asilo, pois ele dá muito trabalho.

(Obs.: Observa - se que os integrantes desta família são egoístas e materialistas.)

 

Comentário: Há, pois, duas espécies de famílias: as famílias pelos laços espirituais e as famílias pelos laços corporais. Duráveis, as primeiras se fortalecem pela purificação e se perpetuam no mundo dos Espíritos, através das várias migrações da alma; as segundas, frágeis como a matéria, se extinguem com o tempo e muitas vezes se dissolvem moralmente, já na existência atual. Foi o que Jesus quis tornar compreensível, dizendo de seus discípulos: Aqui estão minha mãe e meus irmãos, isto é, minha família pelos laços do Espírito, pois todo aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus é meu irmão, minha irmã e minha mãe. ( O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 14. Item 7. Allan Kardec).

(Baseada no Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 14. Item 7. Allan Kardec)