Dinâmica - Encarando os medos

Objetivo: Encontrar um meio de enfrentar os seus medos.
Participantes: Indefinido.
Tempo Estimado: Indeterminado.
Material: caixa, papel sulfite ,  lápis de escrever, borrachas.
Descrição: O Evangelizador deverá entregar a cada um dos participantes uma pequena folha de papel e lápis de escrever. Cada aluno deverá escrever no papel um medo que possua,  sem colocar o seu nome (ou seja, não será identificado) e depositar na caixinha.
Após todos terem depositado seus papéis, o evangelizador irá mexer e sortear da caixinha alguns medos, ler em voz alta, discutir aquele medo e pensar numa maneira para enfrentá-lo e superá-lo. Depois deverá rasgar esses medos.
Obs.1: Se o Evangelizador retirar da caixa algo chocante, por exemplo, relativo a abuso sexual ou violência doméstica (agressão dos pais), é melhor não fazer comentário em voz alta para todos. Deve tentar encontrar o autor do comentário, conversar em particular com ele e verificar as medidas possíveis para ajudá-lo.
Obs.2: O ideal é que esta dinâmica seja feita por um psicólogo.

Comentário: A coragem de manter contato com os próprios medos é recurso terapêutico muito valioso para a sua erradicação, ou, pelo menos, para a sua administração psicológica.  (...)A vitória sobre qualquer conflito resulta de esforços ingentes e contínuos que o indivíduo se propõe com decisão e coragem.  Mesmo quando superado o medo, isso não significa a sua eliminação total e absoluta, pois que novas situações podem exigir precaução e vigilância que se apresentarão em forma de temor.  Alicerçadas nos bons resultados já conseguidos, as novas tentativas serão muito mais fáceis do que as iniciais.  A grande terapia para todos os tipos de medo é a do amor. O amor a si mesmo, ao seu próximo e a Deus.  (...)Quando ama, o ser enriquece-se de coragem, embora não possa evitar os enfrentamentos em face dos impulsos edificantes que do amor emanam.  (...)É comum ouvir-se alguém em queixa a respeito da própria capacidade de conhecimento, das possibilidades de realização pessoal, em face do medo de insucesso e de erro.  Muito pior é não tentar, não saber com segurança a respeito de si mesmo, preferindo a dúvida mesquinha. (Conflitos existenciais. Cap. 4 - Medo. Erradicação do medo. Espírito Joanna de Ângelis.  Psicografado por Divaldo P. Franco)

 

(Baseada no blog: https://lubeheraborde.blogspot.com/2011/04/o-medo.html)

Passatempo Espírita © 2013 - 2022. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode