Dinâmica - Diferentes categorias de mundos habitados

Objetivo: Saber identificar e diferenciar as características das diferentes categorias de mundos habitados no universo.

Participantes: Máximo 15 alunos.

Tempo Estimado: 25 min.

Material: papel sulfite , lápis de escrever, 4 livros "O evangelho segundo espiritismo " e 1 livro "O Livro dos Espíritos " (ou xerox dos dos trechos dos livros).

Descrição: O Evangelizador deverá dividir a turma em cinco grupos e sortear uma categoria de mundo para cada um deles : Mundos primitivos, Mundos de expiações e provas, Mundos de regeneração, Mundos felizes e Mundos celestes . Logo em seguida, cada grupo receberá uma folha de sulfite com o título da categoria de mundo recebida, lápis de escrever e borracha . Durante o período de 15 minutos, cada grupo deverá escrever as características específicas da categoria de mundo que recebeu, de modo que não haja a mesma característica em outros mundos . Por exemplo: os Mundos felizes e os Mundos celestes são habitados somente por espíritos bons que cumprem as leis divinas , entretanto, há uma diferença entre eles , no primeiro, os espíritos ainda não alcançaram a perfeição. Em outras palavras, é preciso escrever de modo que diferencie um do outro. Após o término do tempo, o Evangelizador deverá corrigir todo o conteúdo e o grupo que acertar mais características será o vencedor.

Obs.1: Cada grupo deverá definir a quantidade de características que escreveram , numerando cada uma delas.

Obs.2: O exemplo utilizado pelo Evangelizador não poderá ser usado pelos grupos, a não ser que seja escrito de outra forma.

Obs.3:Os grupos poderão consultar "O evangelho segundo espiritismo (ESE)" e "O Livro dos Espíritos (LE)", se quiserem:

- Mundos primitivos: ESE- Cap.3 - item 8.

- Mundos de Provas e Expiações: ESE- Cap.3 - itens 13 e 14.

- Mundos de Regeneração: ESE- Cap.3 - itens 17 e 18.

- Mundos Felizes: ESE- Cap.3 - itens 9 e 10.

- Mundos Celestes: LE - Cap.1 -item 113.

Comentário: Mundos Primitivos:

Os espíritos realizam suas primeiras experiências no plano material.

São de certo modo, seres primitivos que o habitam, mas sem nenhuma beleza.

Utilizam-se principalmente de instintos, não tendo desenvolvido a benevolência, nem sabem separar o justo do injusto.

A força bruta é a única lei.

Carentes de indústrias e de invenções, os seres passam a vida em busca de alimentos.

Mundos de Provas e Expiações:

Os espíritos colhem os resultados de seus erros, através das expiações.

Grande número dos seus habitantes são inteligentes, mas possuem ainda muitos vícios e imperfeições.

O mal predomina sobre o bem, apesar de haver um certo progresso na civilização.

Os seres encarnados têm a oportunidade de reparar o mal que fizeram através das boas atitudes.

Neste tipo de mundo há muitos crimes e guerras.

Mundos de Regeneração:

São mundos que servem de transição entre os mundos de expiação e os mundos felizes.

Nestes mundos, os seres ainda se acham sujeitos às leis da matéria, mas todos conhecem as leis de Deus e tentam cumpri-las.

Ainda tem que suportar provas, porém sem as duras angústias das expiações.

Ainda não existe a felicidade perfeita, o homem ainda é de carne, mas a alma sofredora encontra neles a calma e o repouso.

Neste mundo, o homem ainda pode cair na tentação do mal e poderá retornar para um mundo de provas e expiações.

Mundos Felizes:

É habitado somente por espíritos bons que cumprem as leis divinas, mas eles ainda não alcançaram a perfeição.

O corpo deles é semelhante ao nosso, porém é mais belo, menos material e de uma maior leveza.

Enquanto arrastamos nossos pés no solo, os habitantes desses mundos transportam-se de um a outro lugar, deslizando sobre a superfície.

Alimentam-se de frutos e plantas, sendo a nossa comida pesada demais pra eles, além disso, não estão sujeitos a doenças.

Não há senhores nem escravos; não há ricos nem pobres; e não sofrem com a falta do necessário para viver.

Mundos Celestes:

Onde reina exclusivamente o bem; habitação de espíritos puros, que já atingiram perfeição.

Não precisam mais reencarnar e não ficam presos a determinado local, podem percorrer o espaço e outros mundos.

São os mensageiros  de Deus, cujas ordens executam para manutenção da harmonia universal.

Comandam a todos os Espíritos que lhes são inferiores, auxiliam-nos na obra de seu aperfeiçoamento e nas suas aflições.

Possuem uma felicidade suprema (máxima, altíssima, absoluta).

(Baseada em autor desconhecido e no blog: https://lubeheraborde.blogspot.com/2013/02/pluralidade-dos-mundos-habitados.html)