Dinâmica - Desperdício

Objetivo: Perceber quais elementos desperdiçamos na nossa vida, além do dinheiro .
Participantes: Indefinido.
Tempo Estimado: Indeterminado.
Material: lousa e giz rosa e branco (ou cartolina) , dicionário.
Descrição: O Evangelizador deverá escrever (com letras de forma) a palavra " DESPERDIÇAMOS" na posição vertical na lousa (com giz rosa). Depois deverá fazer a leitura do texto abaixo:
TEXTO:
" Há muito desperdício no mundo, fomentando larga faixa de miséria entre os homens.
O que abunda em tua mesa falta em muitos lares.
O excesso nas tuas mãos é escassez em inúmeras famílias.
O que te sobra e atiras fora, produz ausência em outros lugares.
O desperdício é fator expressivo de ruína na comunidade.
O homem, desejando fugir das realidades transcendentes da vida, afoga-se na fantasia, engendrando as "indústrias da inutilidade", abarrotando-se com os acúmulos, padecendo sob o peso constritor da irresponsabilidade, em que sucumbe por fim." (Leis morais da vida. Cap. 20 - Desperdícios. Espírito Joanna de  ngelis. Psicografado por Divaldo Pereira Franco)
Na parábola do filho pródigo, o filho mais novo desperdiçou a sua herança, isto é, o dinheiro do seu pai (Neste momento complete a letra D, escrevendo o restante da palavra DINHEIRO na lousa com giz branco), mas, além disso, o que mais nós desperdiçamos na nossa vida? Levante a mão quem sabe dar um exemplo para mim de algo que desperdiçamos que se inicia com a letra " E". O aluno que levantar a mão deverá dar um exemplo e explicar de que modo desperdiçamos o elemento que citou. Por exemplo: Desperdiçamos o nosso DINHEIRO comprando coisas sem utilidade, em festas de luxo, com o consumo de bebidas alcoólicas, cigarros, etc..., que prejudicam a nossa saúde. Logo após, faça a mesma pergunta usando as outras letras.
Obs.: Se os alunos não souberem dar um exemplo, utilizando alguma das letras, pule esta letra e vai para a próxima, e somente no final retorne para ela. Entretanto, se mesmo assim ninguém souber, o próprio Evangelizador deverá dar o exemplo.

Exemplos de Palavras:
Dinheiro
Ensinamentos
Saúde
Papel e plástico
Energia
Roupas
Dias e noites
Inteligência
Çomida*
Agua*     
Medicamentos
Oportunidades
Sapatos
obs.*: Peça para o aluno desconsiderar o cedilha e a falta de acento agudo nas  letras.
Comentário: A vida é simples nas suas exigências quase ascetas.
Muitos cristãos distraídos, porém, ataviam-se.
Complicam os deveres, sobrecarregam-se do dispensável, desperdiçam valores, tempo e oportunidade edificante para o próprio burilamento.
Desperdiçam palavras, amontoando-as em verbalismo inútil a fim de esconderem as verdades;
Desperdiçam tempo em repousos e férias demorados, que anestesiam os centros combativos de ação da e alma encarnada;
Desperdiçam alimentos em banquetes, recepções testas extravagantes com que disputam vaidades;
Desperdiçam medicamentos em prateleiras empoeiradas, aguardando, no lar, doenças que não chegarão, ou, em se apresentando, encontram-nos ultrapassados;
Desperdiçam trajes e agasalhos em armários fechados, que não voltarão a usar;
Desperdiçam moedas irrecuperáveis em jogos e abusos de todo gênero, sem qualquer recato ou zelo;
Desperdiçam a saúde nas volúpias do desejo e nas inquietações da posse com sofreguidão;
Desperdiçam a inteligência, a beleza, a cultura, a arte nos espetáculos do absurdo e da incoerência, a fim de fazerem a viagem da recuperação do que estragaram, em alucinada correria para lugar nenhum...
Não se recupera a malbaratada oportunidade.
Ninguém volta ao passado, na busca de refazê-lo, encaminhá-lo noutro rumo.
O desperdício alucina o extravagante e exaure o necessitado que se lhe faz vítima.
Há, sim, muito e incompreensível desperdício na Terra.

* * *
Reparte a tua fartura com a escassez do teu próximo.
Divide os teus recursos, tuas conquistas e vê-los-á: multiplicados em mil mãos que se erguerão louvando e abençoando as tuas generosas mãos. Passarás pelo mundo queiras ou não.
Os teus feitos ficarão aguardando o teu retorno.
Como semeares, assim recolherás.
O que desperdiçares hoje, faltar-te-á amanhã, não o duvides.
Sê pródigo sem ser perdulário, generoso sem ser desperdiçador e o que conseguires será crédito ou débito na contabilidade da tua vida perene. (Leis morais da vida. Cap. 20 - Desperdícios. Espírito Joanna de  ngelis. Psicografado por Divaldo Pereira Franco)
(Baseada no livro: Leis morais da vida. Cap. 20 - Desperdícios. Espírito Joanna de  ngelis. Psicografado por Divaldo Pereira Franco)

Passatempo Espírita © 2013 - 2022. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode