Dinâmica - Dado das emoções

Objetivo: Melhorar a percepção da criança quanto às próprias emoções.
Participantes: Indefinido.
Tempo Estimado: Indeterminado.
Material: Dado das emoções (imprimir em papel canson A4) , tesoura, cola bastão.
Descrição: O Evangelizador deverá, previamente, confeccionar o dado: Recorte-o e depois cole as abas, mas antes de colar as últimas preencha-o com pedaços de papel amassado, para que fique um pouco mais pesado. Na sala de aula, os alunos deverão sentar-se em círculo e o Evangelizador deverá escolher um aluno para iniciar a brincadeira e jogar o dado. Então, o aluno deverá dizer qual é o nome da emoção que caiu, conforme a expressão facial da figura. No entanto,  se ele não se recordar do nome ou dizer a palavra errada, o Evangelizador deverá revelar o nome correto e pedir para ele contar para turma uma situação em que sentiu aquela emoção, dizendo deste modo, por exemplo:  "Você sabe o que é está emoção, conte uma situação em que ficou triste..."
Os nomes das emoções primárias das expressões do dado são as seguintes: surpresa, nojo, medo, tristeza, raiva e alegria.

Obs.: Outra forma de jogar, com crianças mais pequenas, é jogar o dado e a face que ficar para cima, a criança vai ter de fazer a expressão daquela emoção; Ex: a criança joga o dado e a face que ficou para cima foi a emoção da raiva. Então o adulto diz-lhe qual a emoção que saiu e pede-lhe para ela fazer a expressão facial e corporal da raiva.

Comentário: As emoções  primárias   ou   básicas   são inatas e estão ligadas ao instinto e a sobrevivência, ou seja, fazem parte da constituição de todos os seres humanos, independentemente de sua experiência cultural e estão presentes também em várias espécies de animais.
(...)As emoções secundárias ou sociais são mais complexas e envolvem o pensamento e fatores socioculturais. São aquelas aprendidas e integradas a memórias, sendo avaliadas como boas ou ruins. Simpatia, ciúmes, orgulho, vergonha, admiração e culpa são alguns exemplos.
As emoções primárias são mais facilmente identificadas. É possível saber quando uma pessoa está com raiva, mas a dificuldade aumenta em distinguir se ela está com ciúmes ou com orgulho ferido, por exemplo, exatamente porque os fatores socioculturais podem mascarar essas emoções.
(...) As emoções não são nem positivas nem negativas e todas são necessárias em nossa vida. O modo como lidamos e reagimos às emoções é que pode ser positivo ou negativo.
Todas as emoções que vimos fazem parte da nossa condição humana natural. O importante é que tenhamos consciência acerca delas, a fim de sermos capazes de refletir e planejar as ações, não causando prejuízo a nós próprios ou a terceiros, mas sim potencializar processos e comportamentos construtivos. (Curso gratuito - Neurociências das emoções - Senac -SP.  Fonte: https://www.cursosead.sp.senac.br/neurociencia_emocoes/08_recurso_web/ - Modulo 7 - Data de consulta: 21-04-21)

(Baseada no site: https://mundodasemocoes.pt/2020/06/01/dado-das-emocoes/)

Passatempo Espírita © 2013 - 2021. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode