Dinâmica - Caracteres do homem de bem

Objetivo: Descobrir quais são as características do homem de bem, comparando-as com as imperfeições daqueles que ainda precisam melhorar.
Participantes: Máximo 16 alunos.
Tempo Estimado: 30 min.
Material: frases,  caixa de papelão, canetinha.
Descrição: O Evangelizador deverá, antecipadamente,  escrever as frases em bilhetes e colocá-las dobradas dentro de uma caixa. Na classe, os alunos deverão sentar-se no chão em forma de roda e o Evangelizador deverá fazer a seguinte explicação: "Cada um deverá pegar um bilhete da caixa, que possui um exemplo de imperfeição do ser humano e transformá-lo num exemplo de virtude, explicando  qual seria a característica de um homem de bem ". A brincadeira deverá iniciar com aquele que pegou a frase número 1 e seguir a ordem numérica;  cada aluno, portanto,  deverá fazer a explicação em voz alta diante da turma. Após cada explicação, o Evangelizador deverá ler o comentário, retirado do Evangelho Segundo o Espiritismo, corrigindo o aluno, caso necessário.

Frases:
1. Não se coloca no lugar do outro, procura ter vantagem pessoal sempre que possível, mesmo causando prejuízo ao próximo.
Comentário: O homem de bem...Pergunta a si mesmo (...) se não praticou o mal, se fez todo o  bem que podia, se  desprezou voluntariamente alguma ocasião  de ser útil, se ninguém tem qualquer queixa dele; enfim se fez aos outros tudo o que desejara que lhe fizessem.

2. Esquece-se de Deus e acredita que tudo depende apenas dele próprio, cultivando, assim, o orgulho e o egoísmo.
Comentário: O homem de bem... Deposita fé em Deus, na sua bondade, na sua justiça e na sua sabedoria. Sabe que sem a sua permissão nada acontece e se lhe submete à vontade em todas as coisas.

3. Acredita que só existe esta vida e por isso seu principal objetivo é adquirir bens materiais, não valoriza a conquista das virtudes, que  são os verdadeiros tesouros para Deus.
Comentário: O homem de bem... Tem fé no futuro, razão por que coloca os bens espirituais acima dos bens temporais.


4. Revolta-se e não aceita as dificuldades, culpa os outros pelo seu sofrimento.
Comentário: O homem de bem... Sabe que todas as vicissitudes da vida, todas as dores, todas as decepções são provas ou expiações e as aceita sem  murmurar.

5. Espera elogios e recompensa pelo bem que fez e retribui o mal com o mal.
Comentário: O homem de bem... Possuído do sentimento de caridade e de amor ao próximo, faz o bem pelo bem, sem esperar paga alguma; retribui o mal com o bem , toma a defesa do fraco contra o forte, e sacrifica sempre seus interesses à justiça.

6. É egoísta, pensa primeiramente em si mesmo e calcula as vantagens e perdas de cada ação generosa.  
Comentário: Sendo um homem de bem... Seu primeiro impulso é para pensar nos outros, antes de pensar  em si, é para cuidar dos interesses dos outros antes do seu próprio interesse. O egoísta, ao contrário, calcula os proventos e as perdas decorrentes de toda ação generosa.

7. É preconceituoso, considera-se superior a alguém devido a sua raça ou crença.
Comentário: O homem de bem... é bom, humano e benevolente para com todos, sem distinção de raças, nem de crenças, porque em todos os homens vê irmãos seus.

8. Não respeita as religiões dos outros e quer impor as suas crenças àqueles que não pensam como ele.
Comentário: O homem de bem... Respeita nos outros todas as convicções sinceras e não lança anátema aos que como ele não pensam.

9. Não se importa com o sofrimento alheio e não  procura amenizar a dor do outro, pois considera que não seja a sua função fazer caridade.
Comentário: O homem de bem... Em todas as circunstâncias, toma por guia a caridade, tendo como certo que aquele que prejudica a outrem com palavras malévolas, que fere com o seu orgulho e o seu desprezo a suscetibilidade de alguém, que não recua à ideia de causar um sofrimento, uma contrariedade, ainda que ligeira, quando a pode evitar, falta ao dever de amar o próximo e não merece a clemência do senhor.

10. Diz que perdoa, porém não esquece a ofensa, fica alimentando mágoas e possui desejo de vingança.
Comentário: O homem de bem... Não alimenta ódio, nem  rancor, nem  desejo de vingança; a exemplo de Jesus, perdoa e esquece as ofensas e só dos benefícios se lembra, por saber que perdoado lhe será conforme houver perdoado.

11. Fica apontando os erros e defeitos dos outros e não procura estudar e corrigir as suas próprias imperfeições.  
Comentário: O homem de bem... Estuda suas próprias imperfeições e trabalha incessantemente em combatê-las. Todos os esforços emprega para dizer, no dia seguinte, que alguma coisa traz em si de melhor do que na véspera.

12.Orgulha-se das coisas materiais que possui ou do conhecimento que adquiriu,  sem reconhecer o auxílio de Deus.
Comentário: O homem de bem... Não se envaidece da sua riqueza, nem de suas vantagens pessoais, por saber que tudo o que lhe foi dado pode ser-lhe tirado.

13. Desperdiça o dinheiro que possui em coisas supérfluas, pois acredita que pode fazer o que quiser com ele.  
Comentário: Usa, mas não abusa dos bens que lhe são concedidos, sabe que é um  depósito  de  que terá de prestar contas e que o mais prejudicial emprego que lhe pode dar é o de aplicá-lo à satisfação de suas paixões.

14. Usa a sua autoridade de chefe para humilhar os seus empregados e submetê-los a situações difíceis.
Comentário: Se a ordem social colocou sob o seu mando outros homens, (o homem de bem) trata-os com bondade e benevolência, porque são seus iguais perante Deus; usa da sua autoridade para lhes levantar o moral e não para os esmagar com o seu orgulho. Evita tudo quanto lhes possa tornar mais penosa a posição subalterna em que se encontram.

15. Não se esforça para cumprir os seus deveres quando está na função de empregado, ou seja, não trabalha corretamente.
Comentário: Sendo um homem de bem...O subordinado,  de sua parte, compreende os  deveres da posição que ocupa e se empenha em cumpri-los conscienciosamente.

16. Enfim, não respeita os direitos dos outros e nem as leis divinas, mas exige que seja respeitado.
Comentário: Finalmente, o homem de bem... respeita todos os direitos que aos seus semelhantes dão as leis da natureza, como quer que sejam respeitados os seus.

Comentário final: Não ficam assim enumeradas todas as qualidades que distinguem o homem de bem; mas, aquele que se esforce por possuir as que acabamos de mencionar, no caminho se acha que a todas as demais conduz. (O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 17. Item 3. Allan Kardec)

(Baseada no blog: https://evangelizacao-infantil.blogspot.com/2012/09/aula-o-homem-de-bem-evangelhosegundo-o.html e no livro: O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 17. Item 3. Allan Kardec)

Passatempo Espírita © 2013 - 2022. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode