Dinâmica - Bem-aventurados os aflitos

Objetivo: Compreender quem são os aflitos que serão consolados por Jesus, quando disse:     "Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados."(Mateus 5:4)
Participantes: Máximo 13 alunos .
Tempo Estimado: 50 min.
Material: Início das frases (escritas em 1/2 papel sulfite rosa), continuação  das frases (escritas em 1/2 papel sulfite azul), trechos com exemplos no Evangelho, fita crepe, durex.
Descrição: O Evangelizador deverá escrever o início das frases, que começam com " Bem-aventurados os aflitos" em 1/2 papel sulfite rosa e a continuação das frases em 1/2 papel sulfite azul. E também deverá escrever os trechos de exemplos no Evangelho em papéis separados. Depois deverá colar o início e continuação das frases nas paredes da sala de aula de forma desorganizada. Então, o Evangelizador deverá pedir para que cada aluno pegue dois papéis (rosa e azul), que se completam, ou seja, deverão encontrar os papéis que formam a frase, ditada pelo Espírito André Luiz. Logo após deverão emendar suas frases com durex e dizer diante da turma se por acaso se recordam do momento que Jesus passou por estas situações difíceis e deu o exemplo de resignação, bom ânimo e amor pelo próximo. Se o aluno não se recordar, entregue o trecho do exemplo no Evangelho e peça para ele ler os versículos na Bíblia. Se o aluno se recordar, entregue mesmo assim o trecho do Evangelho e peça para ler os versículos na Bíblia e verificar se acertou.
Obs.: Se o tempo for curto, peça apenas para ler a frase que mostra o exemplo no Evangelho e depois fazer a leitura dos versículos na Bíblia em casa.

Frases:
Bem-aventurados os aflitos  que, chorando...   ...não se desanimam.
Exemplo no Evangelho: Jesus chorou quando previu a destruição da cidade de Jerusalém, mas não desanimou diante do fato e cumpriu sua missão. (Leia: Lucas 19:41-44)

Bem-aventurados os aflitos que, ofendidos... ...não revidam.
Exemplo no Evangelho: Os príncipes dos sacerdotes, os fariseus e os escribas o ofendiam dizendo: "Salvou os outros, mas a si mesmo não pode salvar-se", porém Jesus não revidava. (Leia:Mateus 27:39-44 )

Bem-aventurados os aflitos que, esquecidos pelos outros...  ...não olvidam os deveres que lhes são próprios.
Exemplo no Evangelho: Apenas um leproso, que foi curado por Jesus, lembrou-se de agradecê-lo, mas mesmo recebendo a ingratidão,  o Divino Médico continuou  praticando a caridade ( Leia:Lucas 17:12-19)

Bem-aventurados os aflitos que, dilacerados....  ...não ferem.
Exemplo no Evangelho:  Jesus foi esbofeteado  na face por um soldado, quando estava sendo interrogado por Caifás,  porém não o feriu fisicamente, e nem com as palavras  (Leia: João 18:19-23)

Bem-aventurados os aflitos que, caluniados.... ....não caluniam.
Exemplo no Evangelho:  Fizeram uma acusação falsa sobre Jesus, disseram que ele curava pelo príncipe dos demônios, mas  o Cristo dizia sempre a verdade, afirmando que curava através de Deus. ( Leia: Lucas 11:14-20)

Bem-aventurados os aflitos que, desamparados... ...não desamparam.
Exemplo no Evangelho:  Quando Jesus foi preso, Pedro o negou três vezes, dizendo que não o conhecia, porém o Mestre Querido continuou amparando seu amigo após sua morte. (Leia: Mateus 26:69-72)

Bem-aventurados os aflitos que, açoitados.... ...não praguejam.
Exemplo no Evangelho:  Pilatos, o governador romano, mandou açoitar Jesus, porém o Divino Mestre não o amaldiçoou. (Leia: João 19:1)

Bem-aventurados os aflitos que, injustiçados... ...não se justificam.
Exemplo no Evangelho:  O povo condenou Jesus, injustamente, e pediu para soltar o criminoso Barrabás, mas apesar disso, o Cristo não tentou se defender. (Leia: Mateus 27:15-23)

Bem-aventurados os aflitos que, traídos... ...não atraiçoam.
Exemplo no Evangelho:  Jesus foi traído pelo seu amigo Judas Iscariotes, que o entregou às autoridades através de um beijo,  mas jamais traiu ninguém, foi sempre fiel a Deus. (Leia: Mateus 26:48-50)

Bem-aventurados os aflitos que, perseguidos... ...não perseguem.
Exemplo no Evangelho: Jesus era perseguido por causa da sua Doutrina,  os  chefes dos sacerdotes e mestres das leis queriam prendê-lo, mas o Divino Mestre jamais perseguiu estes pecadores. (Leia: Marcos 11:17-18)

Bem-aventurados os aflitos que, desprezados... ...não desprezam.
Exemplo no Evangelho: Jesus foi desprezado pelos judeus, que exigiam sinais para provar que era o Messias prometido pelos profetas, mas o Cristo jamais os desprezou, pois veio trazer a verdade para a renovação moral da humanidade. (Leia: Mateus 16:1-4)

Bem-aventurados os aflitos que, ridicularizados... ...não ironizam.
Exemplo no Evangelho: Quando colocaram em Jesus um manto vermelho e uma coroa de espinhos, e diziam zombando : "Salve, rei dos judeus!”, o Cristo não ridicularizou ninguém, apesar da sua superioridade moral. (Leia: Mateus 27: 28-30)

Bem-aventurados os aflitos que, sofrendo... ...não fazem sofrer.
Exemplo no Evangelho: Jesus perdoou aqueles que o crucificaram, e, além disso, jamais desejou lhes causar sofrimento algum.  (Leia: Lucas 23:33-34)

Obs.: Escreva no quadro com giz o significado das palavras difíceis: olvidam: esquecem / dilacerados: machucados  / praguejam: amaldiçoam / justificam: defendam / atraiçoam: traem / ironizam: zombam.
Comentário: Até agora, raros aflitos da Terra conseguiram merecer as bem-aventuranças do Céu, porque, realmente, com amor puro, somente o Grande Aflito da Cruz se entregou ao sacrifício total pelos próprios verdugos, rogando perdão para a ignorância deles e voltando das trevas do túmulo para socorrer e salvar, com a sua ressurreição e com o seu devotamento à Humanidade inteira.  (Através do tempo. Espírito André Luiz. Psicografado por Chico Xavier)
(Baseada no livro:  Através do tempo. Espírito André Luiz. Psicografado por Chico Xavier e no Evangelho)

Passatempo Espírita © 2013 - 2022. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode