Dinâmica - Auxílio mútuo

Objetivo: Perceber o valor da amizade nos momentos difíceis, pois precisamos uns dos outros para nos mantermos  firmes .
Participantes:  Indefinido.
Tempo Estimado: 10min.
Material: nenhum.
Descrição: Os adolecentes deverão ficar em pé um ao lado do outro. Depois, o Evangelizador deverá pedir para que eles dobrem uma perna para trás e fiquem apenas com um pé no chão,  tentando manter o equilíbrio, sem se apoiar em nada. Com certeza, eles terão dificuldades para cumprir a tarefa sozinhos, sem ter nenhum apoio. Então, após 5min ou quando já tiverem bem cansados, peça para eles se apoiarem nos outros colegas, que estão ao seu lado, colocando as mãos por cima dos ombros deles . E faça a seguinte pergunta: Como se sentem agora? (Aguarde as respostas). Com certeza, eles irão dizer que se sentiram aliviados...
Comentário: Nesta dinâmica podemos perceber a importância ter amigos, pois um pode dar apoio ao outro nos momentos difíceis da vida e aliviar o sofrimento. As vezes, sofremos muito, pois pensamos que podemos fazer tudo sozinho, ou seja, não precisamos da ajuda de ninguém. Entretanto, em breve tempo, reconheceremos que estávamos enganados, pois ninguém consegue viver bem, sem o amparo dos outros.
Segundo o Espírito Emmanuel "O Criador articulou a vida de tal modo, que ninguém algo constrói sem a cooperação de alguém.
Na Terra, há quem diga que amigo é alguém que nos procura unicamente nas horas de alegria e prosperidade, de vez que comumente se afasta quando o frio da adversidade aparece.
Temos nisso, porém, outra inverdade, porquanto o amigo, ainda mesmo cercado de obstáculos, compreende os companheiros que se distanciam dele, transitoriamente, entendendo que circunstâncias imperiosas os compelem a isso.
(...)Na posição de amigos, entendemos espontaneamente os nossos companheiros, oferecendo-lhes o apoio fraterno que se nos faça possível, mesmo quando estejamos separados, porquanto estaremos convencidos de que possivelmente, surgirá o dia em que necessitaremos que eles nos amparem com o mesmo auxílio.
Aprendamos a valorizar os nossos colaboradores para que não nos falte o concurso deles no momento certo.
Amigos são alavancas de sustentação.
Saibamos adquirir cooperadores e conservá-los, lembrando-nos de que o próprio Jesus escolheu doze irmãos de ideal para basear a campanha do Cristianismo no mundo.
Foi Ele mesmo, o Mestre e Senhor, que, certa feita, lhes falou de modo convincente: — “Em verdade, não sois meus servos, porque vos tenho a todos por amigos do coração”. ( João 15:15 ) (Convivência. Amigos. Espírito Emmanuel.  Psicografado por Chico Xavier)
(Baseada na dinâmica "Cuidando um dos outros" do canal do YouTube de Sandra Cavalheiro)

Passatempo Espírita © 2013 - 2022. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode