Dinâmica - A missão do Cristo

Objetivo: Perceber que a missão do Cristo foi trazer a sua Doutrina de verdade e luz para a transformação moral da humanidade.
Participantes: Máximo 13 alunos.
Tempo Estimado: 20min .
Material: Frases, cartolina, canetinha,  tesoura e cola bastão.
Descrição: O Evangelizador  deverá, antecipadamente, escrever na  cartolina o título '' MiSSÃO DO CRISTO: REVELAR A VERDADE E TRANSFORMAR A HUMANIDADE'' e as 13 frases grifadas, de modo que deixe um espaço ao lado direito . E depois deverá escrever  em pequenos bilhetes (ou imprimir) o restante das frases para distribuí-las para cada aluno, fazendo o seguinte comentário:  ''Neste cartaz estão escritas as funções que o Cristo exerceu na Terra, apesar de não ter feito nenhuma faculdade.  Na sua época, os judeus ficavam admirados e perguntavam: "Como foi que este homem adquiriu tanta instrução, sem ter estudado?"Jesus lhes respondia: A minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou. (João 7:15-16). Jesus Cristo conversava diretamente com Deus e transmitia os seus ensinamentos.  Sua missão foi nos mostrar o caminho que conduz a Deus, revelando a verdade, isto é, Suas leis divinas.  Portanto, para vencer a jornada laboriosa, é preciso aprender com alguém que foi o Caminho, a Verdade e a Vida. "Logo em seguida, os alunos terão que completar as frases corretamente, colando os bilhetes na cartolina.

Frases:
Não era legislador... mas iluminou os códigos do mundo.
Não era filósofo... mas resolveu os enigmas da alma.
Não era juiz...mas ensinou a justiça com misericórdia.
Não era sacerdote... mas fez o sermão inesquecível.
Não era diplomata...mas trouxe a fórmula da paz.
Não era médico...mas limpou leprosos, restaurou a visão dos cegos e levantou paralíticos.
Não era sociólogo...mas estabeleceu a solidariedade humana.
Não era escritor... mas deixou ao planeta o maior dos livros.
Não era advogado... mas defendeu a causa da Humanidade inteira.
Não era engenheiro... mas traçou caminhos imperecíveis.
Não era economista...mas ensinou a distribuição dos bens da vida a cada um por suas obras.
Não era guerreiro... mas continua conquistando as almas há mais de vinte séculos.*
Não era escultor...mas modelou corações, convertendo-os em poemas vivos de bondade e esperança.

Obs.: Escreva a continuação das frases maiores em duas linhas.
Obs.*: Em todas as frases foi trocada a conjução " e" pela conjução " mas", além disso, nesta frase em específico foi alterada a palavra "quase" por "mais de", conforme o texto original.

Comentário:  Ele foi o Mestre, o Salvador, o Companheiro, o Amigo Certo, humilde na manjedoura, devotado no amor aos infelizes, sublime em todas as lições, forte, otimista e fiel ao Supremo Senhor até a cruz.  Bem aventurados os seus discípulos sinceros, que se transformam em servidores do mundo por amor ao seu amor!  Valiosa é a experiência do homem, bela é a ciência da Terra, nobre é a filosofia religiosa que ilumina os conhecimentos terrestres, admirável é a indústria das nações, vigorosa é a inteligência das criaturas, maravilhosos são os sistemas políticos dos povos mais cultos, entretanto, sem Cristo, a grandeza humana pode não passar de relâmpago, dentro da noite espessa.  “Brilhe a vossa luz”,  disse o Mestre Inesquecível. Acenda cada aprendiz do Evangelho a lâmpada do coração.  Não importa seja essa lâmpada pequena. A humilde chama da vela distante é irmã da claridade radiosa da estrela. É indispensável, porém, que toda a luz do Senhor permaneça brilhando em nossa jornada sobre abismos, até a vitória final no porto da grande libertação. (Apostilas da vida. Espírito André Luiz. Psicografado por Chico Xavier)
(Baseada no livro: Apostilas da vida. Espírito André Luiz. Psicografado por Chico Xavier)

Passatempo Espírita © 2013 - 2022. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode