Confraternização

Quem luta e confraterniza,

Entrega-se, com fervor,

Cada dia, cada hora,

À sementeira do amor.

Procura, acima de tudo,

A força da simpatia,

Gerando fraternidade

Pelas bênçãos da alegria.

E aquele que busca irmãos,

No entendimento em Jesus,

Conservará, sempre aceso,

O dom da divina luz.

Negando sempre a si mesmo

De alma voltada ao porvir,

Disputa, desassombrado,

O galardão de servir!

Perdoa setenta vezes

Sete vezes, cada ofensa,

Plantando a fraternidade

E agindo sem recompensa.

Ora por todos aqueles

Que o caluniam na estrada,

Recebe os benefícios,

A dor, o espinho, a pedrada...

Ajuda sem distinção,

Não se afasta de ninguém.

É grande sem perceber,

Na glória do eterno bem.

Evita o próprio destaque,

Mas considera contente,

O valor de cada esforço,

No esforço de toda gente.

Não se agasta, não se irrita

E, no roteiro cristão,

Estende sem descansar

A luz e a cooperação.

Não se limita a ensinar,

Exemplifica e executa

E encontra por toda parte,

Irmãos de esperança e luta.

Descobre na própria vida

O sublime aprendizado

Em que lhe cabe atender

Ao Mestre Crucificado.

Irmãos, não vos esqueçais!

Toda fraternização

Começa com Jesus-Cristo

Reinando no coração.

 

(Através do tempo. Espírito Casimiro Cunha. Psicografado por Chico Xavier)