Ciência e religião

 Toda controvérsia caprichosa é desarmonia.

 Todo conflito pessoal é perda de tempo.

 Toda guerra exige a recapitulação.

 A ciência no mundo é um conjunto de afirmações provisórias do cérebro, a caminho da sabedoria.

 A religião na Terra é um acervo de revelações parciais do Céu para o coração, a caminho do amor.

 Ciência e religião representam meios.

 O bem geral é o fim.

 Não nos vale o dilúvio das palavras, mas um simples gesto de entendimento e de auxílio nos transforma para a elevação substancial.

 É justo o exame.

 É aconselhável a indagação.

 É sublime o ato de crer.

 É divino o fervor da fé.

 Mas, se buscamos o Amor e a Sabedoria, aprendamos a aproveitar as lutas, as aflições, as dificuldades e as sombras da Terra por materiais didáticos de sublimação.

 Um homem perdido na praia pode teorizar, brilhantemente, sobre o grão de areia, exalçando a própria inteligência, mas, aquele que consegue galgar uns poucos degraus do monte pode enxergar a paisagem e orientar os passos vacilantes de seu irmão.

 Estendamos nossos braços para a vida e auxiliemos sempre.

 O coração nas mãos para iluminar a mente, através do serviço, deve ser a nossa fórmula ideal de ascensão para os cimos da vida.

 Não nos esqueçamos de que o Sábio dos sábios, e o Anjo dos anjos, sem analisar o mundo e sem julgá-lo, amou e auxiliou, sofreu e sacrificou-se até à cruz, convertendo-se, então, em Luz Eterna a clarear-nos a senda para o Infinito.

(Trilha de luz. Espírito  Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier)