Aceitar e renovar

 Aceitarás a dificuldade, não por fardo de aflição que te arrase as energias, mas por ensinamento que te habilite à mais ampla aquisição de experiência.

  Não te rebelarás contra a enfermidade…

Saberás, no entanto, afastá-la com os recursos curativos de que disponhas, imitando o devotamento do lavrador que protege a enxada em cuja cooperação encontra o pão de cada dia.

  Entenderás os seres amados que te apresentem lamentáveis quadros de provação, tolerando-lhes, com serenidade, até mesmo as injúrias…

Ainda que seja à distância, porém, não só farás o possível para desculpá-los, como também te empenharás a auxiliá-los na melhoria de espírito.

  Suportarás a preterição e o menosprezo nas áreas da atividade profissional…

Não renunciarás, contudo, ao dever de aprimorar-te, a fim de ser mais útil à comunidade à qual te vinculas.

 Até mesmo em nós próprios, admitiremos certas falhas de extinção difícil, chegando a medir com sinceridade, a extensão de nossas deficiências…

Mas prosseguiremos, fazendo o melhor de nós, até que nos sintamos curados das imperfeições que nos caracterizem, com o esmeril do trabalho, ao calor da responsabilidade constante.

  Paciência é compreensão.

Compreensão é luz de amor.

  Aceitemos os obstáculos por testes de resistência, e as provas por lições…

Entretanto, saibamos acolhê-los, agindo sempre por superá-los na expansão do bem, de vez que estamos todos na forja da luta evolutiva, com a certeza de que degraus para cima é que configuram a estrada de elevação.

 

(Busca e acharás. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier)