A história de José do Egito

        Jacó teve doze filhos, que  simbolizam as doze tribos de Israel.  Mas José, seu filho mais novo, era o seu preferido, porque ele havia nascido quando Jacó já estava velho. Os outros filhos sabiam disso, por isso tinham muita raiva dele.  José tinha muitos sonhos, e certa vez, ele sonhou que todas as pessoas de sua família eram feixes de trigo num campo.  Seu feixe estava de pé, reto e alto. Todos os outros feixes se inclinavam para o seu. Num outro sonho, José olhava para o céu. Sua família era o sol, a lua e as estrelas. E todos se inclinavam na frente dele. Todos estes sonhos simbólicos eram uma previsão do futuro. Então, José contou para sua família, mas isso só fez crescer o ódio dos seus irmãos por ele.

        Um dia Jacó enviou José ao campo para receber notícias dos irmãos. Quando José chegou, os irmãos decidiram livrar-se dele. Jogaram-no dentro de um poço. Um tempo depois, passou por lá uma caravana de mercadores que iam para o Egito.       

         Seus irmãos, então, decidiram vender José aos mercadores. Em seguida, mataram um bode e molharam a roupa de José, uma túnica que seu pai havia lhe dado, no sangue do animal. Levaram a túnica ao seu pai. Quando Jacó viu a túnica, pensou que um animal selvagem havia devorado José. Então, Ele chorou muito a perda do seu filho.

        No Egito, os mercadores venderam José a Potifar, oficial do faraó. E José se tornou mordomo na casa de Potifar. A mulher de Potifar achava José muito bonito, e queria se relacionar com ele . Como José recusou, ela acabou inventando uma mentira, fazendo com que ele fosse mandado para a prisão. Na prisão, o copeiro e o padeiro do rei tiveram sonhos. Estes sonhos foram sabiamente interpretados por José. Isso também chegou aos ouvidos do faraó, que pediu para chamar José, pois tinha tido um sonho que não conseguia interpretar.

        O faraó havia sonhado com sete vacas gordas e sete vacas magras, estas devoravam as gordas. E também com sete espigas secas e feias que devoravam sete espigas cheias. Deus revelou a José o significado: sete vacas gordas e sete espigas cheias significavam sete anos de fartura e sete vacas magras e sete espigas secas significavam sete anos de seca.  O sonho foi repetido duas vezes ao Faraó, é porque esta coisa é determinada por Deus, e Deus se apressa em fazê-la.  Então José disse ao Faraó que ele deveria se prevenir, colocar governadores sobre a terra e guardar o alimento no período de fartura. O faraó seguiu seus conselhos e fez de José o vice-rei do Egito.

        Durante os anos de fartura, José construiu muitos celeiros e guardou muito alimento. Nos anos da seca os celeiros foram abertos para os egípcios comprar os alimentos. Em Israel, a antiga terra de José também houve seca. Então, os seus irmãos foram até o Egito para buscarem alimento. Os irmãos não reconheceram José. José, porém, os reconheceu. Na segunda viagem dos irmãos de José ao Egito, José identificou-se. Todos ficaram comovidos. Os irmãos pediram perdão a José, inclinaram-se a ele, com o rosto em terra, cumprindo a profecia. Além disso,  trouxeram Jacó para rever o filho que julgava morto. Jacó alegrou-se muito ao encontrar José. E toda a sua família foi morar no Egito com José. Deus abençoou tremendamente a vida de José!
(História adaptada do blog: https://miriangalli.blogspot.com/2018/11/estudos-para-celula-de-criancas-jose-no.html. Baseada na Bíblia: Gênesis 37:1 a 46:6)

Passatempo Espírita © 2013 - 2022. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode