Maledicência

  • Berlinda

    ...E na roda, em voz baixa, alguém dizia assim:   — Vocês viram, de fato?   Nunca vi companheiro tão mesquinho   E nenhum tão ingrato!...   Obsessão, ali, domina em cheio.   Homem que não entende, nem perdoa,   Sobretudo, é sovina...

  • A visita

    Quando Deus criou na Terra A visita de amizade, Permitiu-a, incentivando A paz e a fraternidade.   Antes, contudo, o Senhor, Que preserva nossa vida, Deu a norma generosa Que, em tudo, lhe é devida.   No silêncio venerando Com que fala das Alturas, Nosso Pai ensina isso Visitando as...

  • Sepulcros abertos

    “A sua garganta é um sepulcro aberto.” — PAULO (Romanos, 3.13)   Reportando-se aos Espíritos transviados da luz, asseverou Paulo que têm a garganta semelhante a sepulcro aberto e, nessa imagem, podemos emoldurar muitos companheiros, quando se afastam da Estrada Real do Evangelho para os...

  • Recurso antisséptico

      Sabe você que intriga e queixa, no fundo, são resíduos de doenças da alma, comparáveis a certas culturas microbianas que decorrem de infecções no corpo.   Lamentação e pessimismo podem alastrar-se através de contágio mental.   Um alarme falso assemelha-se ao estopim curto que...

  • Não comentes o mal

    Não comentes o mal Meu amigo, não comentes Os males de teu irmão Também vives no caminho Da dor e da imperfeição. Se vires num companheiro Mazelas e cicatrizes, Lembra que o Mestre abraçou Os pobres e os infelizes.   Jesus não veio atender Aos caprichos do mais forte, Mas consolar sobre a...

  • Más palestras

    “Não vos enganeis; as más conversações corrompem os bons costumes.” — PAULO (1 Coríntios, 15.33)   A conversação menos digna deixa sempre o traço da inferioridade por onde passou. A atmosfera de desconfiança substitui, imediatamente, o clima da serenidade.   2   O veneno de...

  • Intrigas e acusações

      Quanto possível, abstém-te de assuntos infelizes.   Muitas vezes, quem te fala contra os outros pode trazer a imaginação doente ou superexcitada.   Quando alguém, porventura, se te faça veículo de alguma intriga, tanto é digna de compaixão a pessoa que te trouxe essa bomba verbal,...

  • Guardemos o cuidado

    “… mas nada é puro para os contaminados e infiéis.” — PAULO (Tito, 1.15)   O homem enxerga sempre, através da visão interior. Com as cores que usa por dentro, julga os aspectos de fora.   Pelo que sente, examina os sentimentos alheios. Na conduta dos outros, supõe encontrar os meios...

  • Maledicência II

        Espinho cruel a ferir indistintamente é a palavra de quem acusa; cáustico e corrosivo é o verbo na boca de quem relaciona defeitos; veneno perigoso é a expressão condenatória a vibrar nos lábios de quem malsina; lama pútrida, trescalando fétido, é a vibração sonora no aparelho...

  • Maledicência

    "Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão, fala mal da lei e julga a lei e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz." (Tiago, 4: 11) Nem todas as horas são adequadas ao rumo da ternura na esfera das conversações leais. A palestra de esclarecimento reclama,...

Passatempo Espírita © 2013 - 2021. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode