Lev Vygotsky

        Lev Semionovitch Vygotsky (Lev Semënovi Vygotskij), nasceu em 17 de novembro de 1896 em Orsha, pequena cidade da Bielorrúsia e faleceu em 11 de junho de 1934, em Moscou, capital da Rússia, aos 37 anos de idade, vítima de tuberculose.

        Membro de uma família judia de boa situação econômica, a educação recebida por ele e seus irmãos foi de alta qualidade, sendo que a maior parte da sua educação formal foi através de tutores particulares. Aos 15 anos, ingressou num colégio particular, para freqüentar os últimos anos do ensino de segundo grau.

        Formou-se em 1913 e ingressou na Universidade de Moscou, para o curso de Direito, no qual se formou em 1917.

        Considerado o proponente da Psicologia cultural-histórica.

        Foi pioneiro no conceito de que o desenvolvimento intelectual das crianças ocorre em função das interações sociais e condições de vida.

        Vygotsky freqüentou também cursos de história e filosofia na Universidade Popular de Shanyavskii, aprofundando os estudos de psicologia, filosofia e literatura. Anos depois, ingressaria no curso de Medicina, devido ao seu interesse em estudar o funcionamento psicológico do homem.

        Foi professor e pesquisador nas áreas de psicologia, pedagogia, filosofia, literatura, deficiência física e mental, atuando em diversas instituições de ensino e pesquisa.

        Sua produção científica foi vasta, na sua curta existência.

        Seu interesse por áreas diversas e sua formação interdisciplinar permitiram que a sua produção (perto de 200 trabalhos científicos) abrangesse desde neuropsicologia até literatura, incluindo trabalhos sobre deficiência, psicologia, educação e linguagem.

        A partir de 1924, sua carreira mudou drasticamente, passando Vygotsky a dedicar-se à psicologia evolutiva, educação e psicopatologia.

        Vygotsky fazia parte de um grupo de jovens intelectuais da Rússia pós-revolução, dentre eles Luria e Leontiev, que buscavam uma ligação entre o novo regime da sociedade e a produção científica.

        Nesse ambiente de idealismo, procuravam construir uma nova psicologia que sintetizasse as duas correntes de psicologia presentes no início de século (psicologia como ciência natural e psicologia como ciência mental).

        Partidário da revolução russa, sempre acreditou em uma sociedade mais justa, sem conflito social e exploração.

        Teoria sócio-histórico de Vygotsky

        Construiu sua teoria tendo por base o desenvolvimento do indivíduo como resultado de um processo sócio-histórico, enfatizando o papel da linguagem e da aprendizagem nesse desenvolvimento, sendo essa teoria considerada histórico-social.

        Vygotsky considera o papel da instrução um fator positivo, no qual a criança aprende conceitos socialmente adquiridos de experiências passadas e passarão a trabalhar com essas situações de forma consciente. Se uma transformação social pode alterar o funcionamento cognitivo e pode reduzir o preconceito e os conflitos sociais, então esses processos psicológicos são de natureza social. Devem ser analisados e trabalhados através de fatores sociais.

        Embora esta vasta produção, não existe na sua obra um conjunto organizado e sistemático de idéias. Mas isso não impediu que, mesmo após a sua morte, suas idéias continuassem sendo abordadas e testadas pelos grupos que continuariam seu trabalho.

 

A RÚSSIA NA ÉPOCA DE VYGOTSKY

        Vygotsky e seus amigos viveram na época da Revolução Russa de 1917, como entusiastas da revolução.

        Contudo, após a morte de Lênis em 1924, Stalin assume o poder, tornando-se o ditador russo que comandou a União Soviética até sua morte em 1953. O ambiente cultural, nesse período, ficou cada vez mais limitado. Em 1936, dois anos após sua morte, toda a obra de Vygotsky foi censurada pela ditadura de Stalin e assim permaneceu por 20 anos, razão pela qual demorou a ser conhecida pelo resto do mundo.

 

(Fonte: Curso Online de Pedagogia Espírita - IDE - Instituto de Difusão Espírita - Araras-SP -  www.ide.org.br   -   www.ideeditora.com.br. Coordenação: Walter Oliveira Alves)

 

  

Nascimento/Morte: 1896 - 1934.

Nome: Lev Semyonovich Vygotsky.

Conhecido por:  Ser o pioneiro no conceito de que o desenvolvimento intelectual das crianças ocorre em função das interações sociais e condições de vida.

Nacionalidade: Orsha, Bielorrússia.

Ocupação: Psicólogo.

Passatempo Espírita © 2013 - 2021. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode