O teatro de fantoches

        O teatro de bonecos, assim como todos os outros jogos de dramatização e faz-de-conta, ajudam a criança a construir a sua identidade pois, nestes jogos, ela poderá desempenhar diversos papéis sociais (mãe, filha, pais, filho, professor, médico, policial, bruxa, fada, etc.) e experimentar diferentes sensações e emoções. Nas mãos da criança, o boneco deixa de ser um objeto e torna-se alguém, cria vida, tem um papel e uma identidade, os quais ela pode experimentar através do boneco. Para isto, é preciso que o evangelizador disponibilize fantoches para que as crianças brinquem livremente, inventando suas próprias estórias. Nessas brincadeiras livres, aparentemente despretensiosas, as crianças poderão expressar seus conflitos, bem como aprenderão a conviver em harmonia, visto que, naturalmente, brincarão em grupo, e terão de combinar entre si as regras da brincadeira, além de contar com o espírito de solidariedade e cooperação.

        Conhecimento do Mundo: ao brincar com um fantoche, a criança pode aprender muito sobre o domínio que exerce sobre o próprio corpo, conhecendo-o melhor e aprendendo a gostar dele. Na brincadeira, poderá: Explorar diversas modulações de voz, de acordo com as ações desenvolvidas pelo boneco;

        Manipular o corpo do boneco (reprodução do próprio corpo), e expressar emoções (raiva, amor, etc.);

        Confeccionando o boneco, poderá construir uma imagem global do seu próprio corpinho.

        Música: durante as brincadeiras, pode-se pedir para a turma encenar uma peça, com canções – favorece a desinibição.

        Artes Visuais: confeccionar um fantoche pode ser uma grande aventura e um fato marcante na vida da criança pois, será um produto da sua imaginação tornando-se realidade. Promove a auto-confiança, estimula o gosto e o cuidado com a criação, promovendo o respeito pelas obras dela e dos coleguinhas.

        Linguagem Oral e Escrita: através das estórias contadas, as crianças desenvolverão a capacidade de concentração, exercitando a audição. Os maiores podem ser estimulados a desenvolverem peças teatrais para as crianças menores. Os fantoches estimulam a criatividade.

        Matemática: a confecção de fantoches desenvolve o raciocínio lógico interpretativo. A criança estará prestando atenção nas orientações para a confecção e desenvolvendo habilidades de lógica (posicionamento dos olhos – proporção e volume, medidas, etc.).

        Construindo fantoches: para confeccionarmos fantoches simples, há uma receitinha básica, que toda criança pode realizar. Os materiais são:

• Retalho de pano

• Pedaço de feltro ou eva em cor clara (amarelho, creme, rosa)

• Lã, linha ou barbante

• Cola para tecido

• Caneta para tecido nas cores vermelha e preta

• Adornos diversos (lantejoulas, cola colorida, gliter)

• Tinta guache em cores variadas

• Tesoura sem ponta

• Uma garrafa pet

Para fazer:

• cortar a garrafa pet (somente iremos precisar do gargalo e mais um pouco, para o pescoço e o tórax)

• cortar o pano e forrar a pet (dentro e fora – dentro para não machucar a mão)

• colar os forros

• fazer o buraco para colocar os braços

• confeccionar os braços com as mãos do boneco + o rosto com o feltro ou eva

• colar o cabelo

• pintar e decorar o boneco

(Apostila: Curso de Preparação para Evangelizar.  Centro Espírita Mensageiros do Amor – C.E.M.A. Fonte Principal: CVDEE.ORG. BR)