O Carpinteiro

Um velho carpinteiro estava pronto para se aposentar.
Ele contou ao patrão sobre seus planos de deixar as atividades ligadas à construção de casas
para aproveitar a vida ao lado de sua esposa e de seus familiares.
Para ele, receber o salário daquele mês nem era mais importante. Ele queria apenas se aposentar.
O patrão estava bastante chateado por estar perdendo um empregado exemplar.
Mas, como um último e pessoal favor, pediu seu empenho na construção de apenas mais uma casa.
O velho carpinteiro concordou, mas no mesmo instante foi possível perceber que seu coração
não estaria presente naquele trabalho.
E assim, ele trabalhou com desleixo, usando, inclusive, materiais de má qualidade na obra. Foi
uma forma infeliz de se encerrar uma dedicada carreira.
Quando o carpinteiro concluiu seu trabalho, o patrão esteve no local para inspecionar a casa. Ele
passou as chaves do imóvel para o carpinteiro e disse:
"Esta é a sua casa. É um presente meu para você".
O carpinteiro ficou chocado ! Que vergonha !
Se ele soubesse que estava construindo sua própria casa, teria feito tudo diferente.
Assim acontece com a gente.
Nós construímos nossas vidas dia-a-dia, geralmente colocando menos do que poderíamos em
nossas obras.
E subitamente é que percebemos que temos que viver naquela casa que construímos.
Se fosse possível fazer de novo, faríamos diferente.
Mas o tempo não anda para trás.
Você é o carpinteiro.
Na construção da sua vida, cada dia você bate um prego, ajeita uma tábua, ergue uma parede.
"A vida é um projeto faça-você-mesmo".
Suas atitudes e escolhas de hoje irão construir a casa em que você viverá amanhã.
Portanto, construa-a com consciência.
Trabalhe como se não precisasse de dinheiro.
Ame como se nunca tivesse se machucado.
Dance como se ninguém estivesse olhando.
Cante como se ninguém pudesse ouvi-lo.

(Autor desconhecido)