Dinâmica - Maledicência

Objetivo: Mostrar que devemos ter cuidado com que  ouvidos  e  falamos, pois pequenos erros podem trazer consequências graves.

Participantes: Máximo 12 alunos.

Tempo Estimado: 15min.

Material: Frase.

Descrição:  Utilizaremos a brincadeira do telefone sem fio. Os alunos sentarão em círculo e o evangelizador  transmitirá uma mensagem para o primeiro aluno . Este passará as informações para o colega ao lado e assim sucessivamente, até chegar ao último. Esclareça que a mensagem deve ser transmitida de forma que ninguém escute, com exceção daquele que está recebendo-a. Peçam para que o último aluno fale qual a mensagem que recebeu. Com certeza a mensagem estará truncada, distorcida, errada.

Mensagens (Trechos de poemas infantis):

1. Havia uma velhinha
que andava aborrecida
pois dava a sua vida
para falar com alguém.

(Cecília Meireles)

 

2. Deixando a bola e a peteca,

Com que há pouco brincavam,

Por causa de uma boneca,

Duas meninas brigavam.

(Olavo Bilac)

 

3. Passava os dias a sorrir

E as noites a sonhar

Mas nunca queria dormir

Queria sempre brincar .

(Daniela Coutinho)

 

Comentário:  A brincadeira do telefone sem fio é semelhante à prática da fofoca,  isto  é, fala sobre a vida alheia, geralmente de forma maledicente e distorcida!

 Se ouviste acusações

Sobre a falta de alguém

E queres comentá-la

De maneira contrária à lei do bem.

Pensa nisto, primeiro,

Em torno ao que se fala:

 

 — Será que o companheiro

Praticou a maldade que se diz

Ou tudo se resume simplesmente

Num boato infeliz?

 

 Depois, reflete assim:

— Estou eu sobre a Terra

Com tanta perfeição,

Que posso erguer a mão

E censurar quem erra?

 

 Em seguida, pergunta claramente,

Sempre sem dizer nada:

— Como agiria eu se estivesse na prova

Da pessoa acusada?

 

 Logo após, dize à própria consciência.

Longe de todo alheio reboliço:

— Se propalar a imperfeição dos outros,

Que vantagem há nisso?

 

 Por fim, depois de orar, busca saber

Na luz viva da fé que nos conduz:

— Se estivesse visível no meu passo.

Que faria Jesus?

 

 Além destas perguntas formuladas,

Nada dirás do mal, seja a quem for,

Porque estarás com Deus e Deus contigo

Para a bênção do amor.

(Texto: Pensa e Pergunta do livro Seguindo Juntos. Manoel Monteiro. Psicografada por Chico Xavier)

 

(baseada em autor desconhecido)