Lulu

            Flay e Nero eram irmãos de Lulu. Eram três lindos cãezinhos.

            Todos os dias saíam para passear e a Mamãe deles os alertava para ficarem longe de perigos. Ela sempre dizia:

            - Não cheguem muito perto do rio! Não entrem em nenhuma casa! É perigoso! Alguém poderá machucá-los!

            Assim, os três sabiam que deveriam tomar cuidado, Lulu, o mais levado, ia sempre na frente dos irmãos, correndo e pulando. Num desses passeios, Flay e Nero pararam para beber água e distanciaram-se um pouco de Lulu, quando, de repente, ouviram o irmão latir, pedindo socorro: Au, au, au!!

            Flay disse para Nero: É o Lulu, ele deve estar em perigo! Os dois correram para perto do cãozinho, e quando lá chegaram, ele começou a rir dos dois, dizendo: - Enganei vocês! Ah! Ah!

            Os irmãos de Lulu ficaram muito zangados com ele.

            Os dias foram passando, e os cachorrinhos continuavam a fazer o passeio diário. Lulu continuava levado, mas acontecia nada de diferente. Certo dia, durante o passeio, Lulu se distanciou dos irmãos. Os dois começaram a ouvir Lulu pedir socorro.

            Flay e Nero pensaram: - É uma brincadeira como da outra vez, não vamos ligar! E Lulu continuava a pedir socorro. - Au! Au! Au!

            Havia-se passado mais de uma hora, e o Lulu não voltava para os irmãos. Flay e Nero resolveram ver o que Lulu estava fazendo, mas não o achavam, e começaram a chamar por ele.

            Depois de muito chamar, Lulu respondeu com voz abafada: - Estou aqui, no buraco! Flay e Nero foram pedir ajuda para um menino que ia passando. Os cachorrinhos e o menino foram até o buraco onde Lulu se encontrava. Depois  que o menino conseguiu salvar Lulu, os três agradeceram e foram para casa. No caminho, Lulu perguntou aos irmãos: - Por que vocês demoraram para me encontrar? Flay respondeu: - Porque nós pensávamos que fosse mais uma brincadeira sua.   

 

(autor desconhecido)