Jesus em casa

 O culto do Mestre, em casa,

  É novo sol que irradia

  A música da alegria

  Em santa e bela canção.

  É a glória de Deus que vaza

  O dom da Graça Divina,

  Que regenera e ilumina

  O templo do coração.

 

 Ouvida a bênção da prece,

  Na sala doce e tranquila,

  A lição do bem cintila

  Como um poema a brilhar.

  O verbo humano enaltece

  A caridade e a esperança

  Tudo é bendita mudança

  No plano familiar.

 

  Anula-se a malquerença,

  A frase é contente e boa.

  Quem guarda ofensas, perdoa,

  Quem sofre, agradece à cruz.

  A maldade escuta e pensa

  E o vício da rebeldia

  Perde a máscara sombria…

  Toda névoa faz-se luz!

 

  Na casa fortalecida

  Por semelhante alimento,

  Tudo vibra entendimento

  Sublime e renovador.

  O dever governa a vida,

  Vozes brandas falam calmas…

  É Jesus chamando as almas

  Ao Reino do Eterno Amor!

(Luz no lar. Irene S. Pinto. Psicografado por Chico Xavier)