Heróis de verdade

            Pablo e Fabinho gostam muito de super-heróis e conversam sempre sobre os seus heróis preferidos com o vovô Nicolau

            - Eu sou fã do Super Maioral, porque ele é muito forte! Você sabia que ele segura uma casa enorme com uma das mãos, enquanto come uma rosquinha de chocolate? Não é o máximo? – perguntou Fabinho.

            - Isso porque você ainda não viu o Capitão Molinha e o seu fiel escudeiro Tonzinho! – Respondeu Fabinho. Eles são os campeões da justiça!

            Vovô Nicolau ouviu os netos com atenção e perguntou:

            - E o que faz a pessoa ser um super-herói?

            - Superpoderes, ora! – responderam os dois ao mesmo tempo.

            - Mas não é só isso! Os vilãos também têm superpoderes! A diferença é que os heróis representam a Lei.

            - Puxa! Então se eu respeitar a lei eu ficarei poderoso? – perguntou Fabinho.

            - De certa forma, sim... Se você respeitar a lei humana e, principalmente a de Deus, terá o poder de tornar o mundo melhor. Querem ver?

            O evangelizador nesse momento deverá fazer as perguntas às crianças.

A Lei diz que não podemos fazer barulho depois das dez horas da noite. Que benefícios isso nos traz?

A Lei diz que todas as crianças maiores de sete anos devem frequentar a escola. Que benefícios isso nos traz?

A Lei de Deus diz que todos nós somos irmãos. Que beneficio isso nos traz?

A Lei de Deus diz que devemos fazer o bem. Que beneficio isso nos traz?

            Os meninos viram então, quanta coisa boa podia acontecer se todos respeitassem as leis. O mundo seria mais bonito e as pessoas mais felizes (igual a Natureza do cartaz)

            - Vovô Nicolau, eu queria muito ser um herói para fazer todo mundo respeitar as leis – disse Fabinho.

            - Eu também! – acrescentou Pablo

            - Meninos não é preciso ter superpoderes para ser um herói de verdade! Basta que vocês respeitem as leis, tanto as dos homens quanto às de Deus. Isso vai trazer felicidade para vocês e para todos ao redor. Logo, logo, outras pessoas vão imitar vocês.

            Daquele dia em diante, os meninos passaram a seguir os conselhos do Vovô Nicolau.

            Quando cresceram, tornaram-se homens de bem, respeitados e amados por toda a comunidade.

            O exemplo dos dois muito contribuiu para que aquela comunidade se tornasse um lugar feliz para viver.

 

Conversar com as crianças:

- Onde é melhor viver: num local onde leis são respeitadas ou onde cada um quer mandar mais do que o outro?

- Como as nossas atitudes podem melhorar a vida das pessoas?

- Como as leis humanas podem ajudar você? E a Lei de Deus?

CONCLUIR dizendo que:

- A Lei de Deus é sempre Lei de Amor.

- O amor é uma força poderosa. Quem sabe amar é feliz e leva a felicidade para todos.

- Uma sociedade se torna feliz quando respeita as leis dos homens e as de Deus.

 

( Apostila Educação do Ser Integral )