Dinâmica - Responsabilidade

Objetivo: Saber que a culpabilidade está na razão do conhecimento que a criatura possua;  ou seja, os mais esclarecidos são mais culpados que os ignorantes quando comentem um erro.

Participantes: Indefinido.

Tempo Estimado: 10min.

Material: papel,  caneta,  um pedaço de pano que sirva para vendar os olhos;

Descrição:  Escreva na folha de papel a seguinte frase: “É proibido ficar em pé enquanto todos estão sentados”. Não deixe que ninguém veja essa frase antes da dinâmica começar; peça a todos que fiquem sentados e sorteie um aluno  para participar da dinâmica. Cubra os olhos dele e peça que ele fique em pé; Sente-se e mostre a frase para todos os alunos e peça que ninguém leia em voz alta. Pergunte para o aluno que está em pé e com os olhos vendados, se ele está fazendo algo que é proibido naquele momento. Naturalmente, ele dirá que “não”, pois não está vendo a frase que está escrita no papel. Pergunte por várias vezes e insista, o aluno  sempre responderá que “não”, pois não pode ver o que está escrito no papel. Então peça para retirar a venda e ler a frase. Explique  que esta situação é apenas um exemplo e faça a seguinte pergunta: “Já que você agora sabe que está fazendo algo proibido, o que irá fazer”? Naturalmente ele deverá se sentar!

Comentário: Quando Jesus disse: ''Se fôsseis cegos, não teríeis pecado; mas como agora dizeis: Vemos; por isso o vosso pecado permanece ''(João 9:41), quis ensinar que a culpabilidade está na razão do conhecimento que a criatura possua. Não seremos responsáveis por aquilo que não sabemos, não sofreremos um castigo por atos ou atitudes que ignoramos. Entretanto, aos espíritas muito lhes será pedido, porque muito receberam . Ou seja, muito lhes será cobrado, pois receberam o conhecimento moral, filosófico e científico.

(baseada em autor desconhecido e no Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. Cap. 18. Item 12. Allan Kardec)