Dinâmica - Progresso espiritual e material

Objetivo:  Refletir sobre a diferença entre progresso espiritual e material e perceber que para adquirí-los é necessário esforço , planejamento e boa vontade.

Participantes:  Indefinido.

Tempo Estimado: 15 min.

Material: 2 papéis A4 com perguntas, fita crepe, lousa e giz.

Descrição: O evangelizador deverá imprimir as duas perguntas ("PROGRESSO MATERIAL" e "PROGESSO ESPIRITUAL") e colar na parte superior da lousa, uma ao lado da outra.  Logo em seguida, deverá ler a parábola da torre inacabada (Lucas 14:28-30) . Depois deverá fazer a primeira pergunta aos alunos e anotar as suas respostas na lousa, desde que elas estejam corretas. Com relação a segunda pergunta, deve fazer o mesmo procedimento.  Entretanto, se o aluno não souber dar uma resposta, não deverá ser obrigado a falar. Além disso, se o aluno der uma resposta errada, poderá ser corrigido pelo Evangelizador .

1. PROGRESSO MATERIAL: Se você fosse um engenheiro, quais providências deveria tomar para construir uma torre?

Sugestões de respostas:

Verificar se o terreno é seguro

Vericar se o tamanho do terreno é suficiente

Elaborar o projeto

Calcular o custo da mão de obra

Calcular o custo dos materiais

Calcular o tempo necessário para terminar a obra

2. PROGESSO ESPIRITUAL: Se você fosse um Evangelizador, quais providências deveria tomar para edificar (elevar) sua própria alma?

Sugestões de respostas :

Ser disciplinado com relação às suas tarefas diárias.

Estudar o Evangelho com frequência.

Combater o egoísmo, praticando a caridade.

Combater o desespero, aumentando a sua fé.

Combater a revolta, aceitando a sua vida.

Combater a cólera, adquirindo  paciência e compreensão.

Não ter vícios materiais, tais como, beber ou fumar.

Comentário: Todas as coisas, neste mundo e na Eternidade, têm um custo exato. Tudo tem seu preço na vida. Preço material, representado pelo valor em dinheiro, ou preço espiritual, que significa outro valor — valor moral —, diante de Deus. (...) Todas essas coisas têm um custo. Se você quer um sorvete, tem que saber primeiro se pode pagar o custo dele. Se pode, você o compra. (...) Assim também,  são os valores espirituais para quem quer seguir a Jesus. Se você quer ser bom, se quer ser honesto e digno, se quer ser um verdadeiro discípulo do Evangelho, você tem que “pagar” alguma coisa por isso. Mas, não é pagar dinheiro. O dinheiro não compra virtudes. As virtudes, os valores morais, as qualidades superiores da alma são conquistadas pelo esforço no bem, com a renúncia do mal. Eis ai o preço: você tem de se esforçar muito e abandonar tudo que prejudica seu progresso espiritual . (Histórias que Jesus contou. Cap. 9. Clóvis Tavares)

(Baseada em autor desconhecido e no livro: Histórias que Jesus contou. Cap. 9. Clóvis Tavares)