Dinâmica - Mistérios ocultos aos sábios e prudentes

Objetivo: Mostrar que as verdades espirituais são ocultadas aos sábios e prudentes e reveladas aos simples e pequenos. 

Participantes:  Máximo 18 alunos.

Tempo Estimado: 20 min.

Material:  Duas caixas de papelão (pequena e grande) com os títulos: "Os orgulhosos : Sábios e prudentes" e "Os humildes : Simples e pequenos";   bilhetes com frases enigmáticas e frases compreensíveis (imprimir em papel A4) , tesoura, giz e lousa.

Descrição: O Evangelizador deverá  arranjar duas caixas de papelão ( pequena e grande ) e colocar nelas os títulos: "Os orgulhosos : Sábios e prudentes" e "Os humildes : Simples e pequenos". E deverá escrever na lousa: Jesus disse: "Graças te rendo, meu Pai, Senhor do céu e da Terra, por haveres ocultado estas coisas aos doutos e aos prudentes e por as teres revelado aos simples e aos pequenos." (Mateus 11:25) .As frases enigmáticas (ocultas)  deverão ser colocadas dentro da caixa pequena dos " Sábios e prudentes " e as frases compreensíveis  (reveladas)  deverão ser colocadas dentro da caixa grande dos " Simples e pequenos ". Primeiramente, cada aluno deverá retirar uma frase enigmática da caixa pequena para depois procurar a frase correspondente na caixa grande. Para que consiga fazer isto, o aluno  deverá observar a quantidade e disposição dos símbolos da frase enigmática recebida e comparar com a quantidade de letras da frase que foi revelada. Depois todos deverão ler suas frases diante da turma.

Frases:

O Espiritismo revela que o Espírito é imortal.

Jesus disse que Deus é nosso Pai.

Deus pode revelar certos mistérios ocultos.

Mas nem tudo pode ser revelado aos homens.

As luzes do céu são reveladas aos humildes.

Os incrédulos não enxergam as verdades espirituais.

O orgulho é que gera a incredulidade.

Os bons Espíritos se aproximam dos Humildes.

Os Espíritos bons se afastam dos orgulhosos.

Os crentes acreditam nas coisas espirituais.

Os descrentes duvidam da existência dos Espíritos.

Os homens não devem ser convencidos à força.

Somente a razão poderá convencer os incrédulos.

Os humildes se humilham diante de Deus.

Os orgulhosos nada admitem acima de si.

Felizes os que não precisam ver para crer.

A dúvida atordoa a mente dos incrédulos.

A incredulidade  absoluta não existe.

Comentário: Pode parecer singular que Jesus renda graças a Deus, por haver revelado estas coisas aos simples e aos pequenos, que são os pobres de espírito, e por as ter ocultado aos doutos e aos prudentes, mais aptos, na aparência, a compreendê-las. E que cumpre se entenda que os primeiros são os humildes, são os que se humilham diante de Deus e não se consideram superiores a toda a gente. Os segundos são os orgulhosos, envaidecidos do seu saber mundano, os quais se julgam prudentes porque negam e tratam a Deus de igual para igual, quando não se recusam a admiti-lo, porquanto, na antigüidade, douto era sinônimo de sábio. (O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 7. Item 8. Allan Kardec)

 

(Baseada no livro: O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 7. Item 8. Allan Kardec)