Dinâmica - Como se faz o Evangelho no lar?

Objetivo: Lembrar-se das orientações para se fazer o culto do Evangelho no lar. 
Participantes: Máximo 10 alunos.
Tempo Estimado: 15 min.
Material: Saco plástico com  bilhetes.
Descrição:  O Evangelizador deverá escrever em pedaços de papel as seguintes palavras : 1.DIA ; 2. HORÁRIO ; 3. MESA ; 4. ÁGUA ; 5. PRECE ; 6. EVANGELHO ; 7. COMENTÁRIO ; 8. TEMPO; 9. FINALIZAR ; 10. BEBER .   Depois deverá dobrar os bilhetes e colocá-los dentro de um saco plástico. Os alunos deverão sentar em volta de uma mesa e  pegar um bilhete. Cada um deverá formar uma frase com a palavra recebida e dizer em voz alta para a turma , conforme a sequência numérica.  Explicar que a  frase elaborada deverá ser uma orientação sobre como se deve fazer o culto do Evangelho no lar.  Por exemplo: Se recebesse a palavra LAR, poderia dizer: Todos devem realizar o culto do Evangelho no LAR. Se o aluno tiver dificuldades poderá ajudá-lo,  fazendo uma pergunta  : Conforme o estudo de hoje o que se deve fazer para proteger o lar ?
Os alunos poderão formar frases semelhantes aos exemplos abaixo:
1. DIA (Ex.: Devemos escolher um DIA da semana e um horário para fazer o culto do Evangelho no lar. )
2. HORÁRIO (Ex.: É preciso obedecer o HORÁRIO  para ter assistência dos bons Espíritos. )
3. MESA (Ex.: É recomendável se sentar ao redor de uma MESA para que todos possam participar do estudo.)
4. ÁGUA ( Ex.: É preciso deixar disponível um copo de ÁGUA para cada participante para que esta seja fluidificada. )
5. PRECE (Ex.: A reunião deverá ser iniciada com uma prece)
6. EVANGELHO (Ex.: Um dos participantes deverá abrir o EVANGELHO e ler um trecho.)
7. COMENTÁRIO (Ex.: Após a leitura, os participantes poderão fazer um COMENTÁRIO sobre o trecho)
8. TEMPO (Ex.: Trinta minutos é o TEMPO ideal para essa reunião.)
9. FINALIZAR (Ex.: Deve-se fazer uma prece de agradecimento  para FINALIZAR a reunião. )
10. BEBER (Ex.: Deve-se BEBER a água fluidificada. )
Comentário : Pelo menos, semanalmente, é aconselhável se reúna com os familiares ou com alguns parentes, capazes de entender a importância da iniciativa, em torno dos estudos da Doutrina Espírita , à luz do Evangelho do Cristo e sob a cobertura moral da oração.   Além dos companheiros desencarnados que estacionam no lar ou nas adjacências dele, há outros irmãos já desenfaixados da veste física, principalmente os que remanescem das tarefas de enfermagem espiritual no grupo, que recolhem amparo e ensinamento, consolação e alívio, da conversação espírita e da prece em casa.  O culto do Evangelho no abrigo doméstico equivale a lâmpada acesa para todos os imperativos do apoio e do esclarecimento espiritual.    (Desobsessão. Espírito André Luiz. Waldo Vieira e Chico Xavier)
(Baseada no livro: O Evangelho no lar. Editora IDE. Fonte:http://ideeditora.com.br/Evangelho_no_Lar.pdf.)