Dinâmica - A crença boa e a crença ruim

Objetivo: Conhecer as características de uma crença boa e de uma crença ruim.

Participantes:  Máximo 16 alunos .

Tempo Estimado:  15 min.

Material: Cartolina, frases (papel A4), canetinha, cola bastão . 

Descrição: O evangelizador deverá escrever, antecipadamente, cada frase num pedaço de papel. E depois  deverá, dividir a cartolina em duas colunas, onde deverá estar escrito " Crença boa" e "Crença ruim".  Na sala de aula, deverá colar a cartolina sobre a parede e fazer o seguinte comentário: 
Hoje vamos falar sobre dois tipos de crença. Mas o que seria a crença? Crença é a ação de acreditar naquilo que convencionamos adotar como verdade. Existem crenças que são boas e outras que são ruins. Vocês receberão as características desses dois tipos de crença,  e terão que analisar se elas são boas ou ruins. Além disso, diante da turma, deverão explicar o significado dessas palavras e colar cada uma na coluna correspondente da cartolina.
Obs.: Caso não saiba o significado da palavra, poderá procurar no dicionário ou o Evangelizador poderá explicá-la.

 

 Características "Crença boa":

- Possui fundamentos

- Possui uma fé raciocinada

- É científica

- Não se modifica

- É firme

- Traz consolo

- É verdadeira

- Analisa e observa

 

Características "Crença ruim":

- Não possui fundamentos sólidos

- Possui uma fé cega

- Aceita dogmas e rituais

- É mutável

- É fraca

- Pode trazer o desespero

- Possui mentiras

- Não questiona ou analisa

 

Comentário: Jesus nos contou uma parábola que compara a crença com uma casa. Ele disse: "Quem ouve esses meus ensinamentos e vive de acordo com eles é como um homem sábio que construiu a sua casa na rocha.   Caiu a chuva, vieram as enchentes, e o vento soprou com força contra aquela casa. Porém ela não caiu porque havia sido construída na rocha.   — Quem ouve esses meus ensinamentos e não vive de acordo com eles é como um homem sem juízo que construiu a sua casa na areia.   Caiu a chuva, vieram as enchentes, e o vento soprou com força contra aquela casa. Ela caiu e ficou totalmente destruída."

Ou seja, Ele quis nos dizer que uma casa  bem construída nos protege das tempestades, isto é, livra-nos do mal, nos dá-nos sossego e paz.  Do mesmo modo,  uma verdadeira crença consola-nos nas provações, livra-nos das emboscadas dos maus Espíritos, dá-nos calma, coragem e fortaleza para vencermos as dificuldades. Já um edificio mal construído, pelo contrário, corre o risco de ser abalado pelas tempestades e desabar com correnteza da chuva. Da mesma forma,  uma falsa crença pode nos desestruturar, deixando-nos fracos e desesperados diante de um sofrimento.

(Baseada na Bíblia: Mateus 7:24-28 e no livro:Parábolas e Ensinos de Jesus. Os dois fundamentos. Cairbar Schutel)