Carta paternal

 Meu filho, procura a frente,

Trabalhando alegremente

No campo da eterna luz,

Seguindo montanha acima,

Na luta que te sublima,

Canta, feliz, sob a cruz.

 

 Não te perturbe o roteiro

O coração prisioneiro

Da ilusão ou do pesar…

Quem no Cristo se ilumina

É como a fonte divina

Que ajuda sem descansar.

 

 Levante-te, cada dia,

Em sacrossanta alegria,

Ao sol da própria ascensão;

E semeia no caminho

Fraternidade e carinho,

Consolo e renovação.

 

 Se aparecerem na estrada

Espinho, sombra, pedrada,

Tristeza, amargura e dor,

Relega tudo ao passado

E busca no Mestre Amado

A glória do Grande Amor.

 

 Não temas!… De pés sangrando,

Prossegue servindo e amando

Pela vitória do bem…

Um dia, cessada a prova,

Chegarás à vida nova

          Que brilha no Mais Além…

(Cartas do coração. João de Deus. Psicografada por Chico Xavier)