Aprende, meu filho

 Meu filhinho, cada dia,

Procura a doce alegria

De aprender e trabalhar.

A terra é a Casa Divina,

Onde a luta nos ensina

A progredir e brilhar.

 

 Muito cedo, ergue-te e avança;

O sol é paz e esperança

Resplendendo em derredor.

Repara na luz risonha!

Tudo vibra, tudo sonha

Em busca da Luz Maior.

 

 Tudo evolui sobre o mundo…

O charco triste e profundo

Aprende a se transformar.

A planta aprende a subir,

O verme aprende a servir,

E a fera aprende a ajudar.

 

 Assim também, meu filhinho,

Não desprezes, no caminho,

A dor, a pedra, a aflição…

No ensinamento da cruz,

Alcançarás com Jesus

          A glória da redenção

(Cartas ao coração. João de Deus. Psicografado por Chico Xavier)