Ante o mundo melhor

O trabalho será sempre o prodígio do Universo — a força que o entretém, a luz que o eleva.

 Observemos junto de nós. Tudo é trabalho para que a vida se nos transforme na bênção de cada dia.

 Trabalha o sol e o mundo se equilibra.

 Trabalha o mundo e a natureza se renova para que os processos da evolução nos conduzam para o Mais Alto.

 A fonte é bondade e a semente faz-se pão porque trabalha servindo.

  Reflitamos nisso para que o repouso inoportuno não se nos infiltre no espírito por ferrugem destruidora.

 No trabalho é que surpreendemos todas as oportunidades de progresso e melhoria a que nos endereçamos.

 Aquele a quem servimos é quem realmente nos servirá.

 Damos e recebemos. Isso é tão natural quanto plantar e colher.

 Por isso mesmo, seja qual seja a condição em que nos achemos, o trabalho é caminho para a ascensão à felicidade justa.

 A hora de que dispomos, a pessoa da estrada, o companheiro em serviço, o amigo e o adversário, constituem talentos potenciais que é preciso aproveitar para o bem, a fim de que o bem nos enriqueça de paz.

 Não vacileis. Atendamos aos imperativos do servir e estaremos no clima do obter.

 Não há outra via para alcançar os nossos objetivos de ordem superior, senão essa.

 O descanso existe por pausa de refazimento e reformulação. Nada mais.

 Recordemos semelhante verdade para que não lhe desrespeitemos a fronteira, caindo na marginalização de nossas melhores forças.

 Trabalhar, sim, e trabalhar sempre, porquanto, se tudo quanto existe agora de bom e de belo, aos nossos olhos na Terra, é fruto do esforço de quem agiu e construiu, o futuro, por reino de segurança e felicidade entre as criaturas, tão somente surgirá por fruto de quem trabalha no presente, atendendo aos apelos do Cristo para que, em nos amando uns aos outros, nos façamos obreiros fiéis e devotados, no levantamento da Nova Era para um Mundo Melhor.

 (Seguindo juntos. Batuíra.  Psicografado por Chico Xavier)