Ante o apelo cristão

Sede Perfeitos! – conclamou o Divino Mestre – entretanto, sabemos que estamos presentemente mais distantes da perfeição que o verme da estrela.

-o-

Ainda assim, Jesus não formularia semelhante apelo se estivesse ele enquadrado no labirinto inextricável do “impossível”.

Podemos e devemos esposar a nossa iniciação no aprimoramento para a

Vida Superior, começando a ser bons.

-o-

Entretanto, é necessário distinguir bondade da displicência com que muita vez nos rendemos à falsa virtude, de vez que, em toda parte, existem criaturas boas, emaranhadas na negação da verdadeira bondade.

-o-

Vemos pessoas de boas intenções acendendo a fogueira da discórdia, entronizando a astúcia no culto devido à inteligência; para consolidar a maldade; para empreender a separatividade; para os objetivos da desordem; para a conservação da ignorância e da penúria que amortalham grande parte da Humanidade.

-o-

Busquemos o padrão do Cristo e sejamos bons, quanto o Mestre nos ensinou.

-o

É natural não possas ser apresentado, de imediato, em carros de triunfo, à frente da multidão; categorizado à conta de santo ou de herói, mas, poderão ser o irmão do próximo, estendendo-lhe as mãos fraternas.

-o-

Observa, em torno da mesa farta ou ao redor da saúde que te garante a harmonia orgânica e considera as tuas possibilidades de auxiliar.

Poderá ser o irmão do companheiro infeliz, através de alguma frase de bom ânimo, o benfeitor do coração materno infortunado, o salvador da criança que luta com a enfermidade e com a morte, pela gota de remédio restaurador.

-o-

Poderá ser o amigo dos animais e das árvores, o preservador das fontes e do

defensor das sementes que sustentarão o celeiro de amanhã.

-o-

Desperta e faze algo que te impulsione para frente na estrada de elevação.

-o-

Não te detenhas.

-o-

A vida não te reclama atitudes sensacionais, gestos impraticáveis, espetáculos de

súbita grandeza...

Pede simplesmente sejas sempre melhor para aqueles que te cruzem os passos.

-o-

Esqueçamos o mal e procuremos o bem que nos esclareça e melhore.

-o-

Ainda agora e aqui mesmo, enquanto relemos o convite do Senhor, podemos

formular no coração uma prece por todos aqueles que ainda não nos possam

compreender e, através da oração, começar a obra de nosso aperfeiçoamento para a Vida Imortal.

(Canais da Vida. Espírito Emmanuel. Psicografado por Chico Xavier)