Amar!

 Amar é repartir a alma em bocadinhos,

Amar é ter na vida um mundo de doçura

É encher o coração de ardores, de carinhos,

É ter dentro do peito as flores da ternura!

 

 Amar é não sentir as pedras dos caminhos,

Amar é transformar as dores em ventura;

É evitar para outra alma os ásperos espinhos,

Desta horrenda candal da vida de amarguras!

 

 Amar é bendizer as dores do viver,

Perdoar o ofensor, minorar o sofrer,

Daquele que entreve das dores o rigor!

 

 Amar é ser no mundo a rosa perfumada,

Sobretudo ser bom, ser alma abnegada,

Pois é no sacrifício o Verdadeiro Amor!

 (Chico Xavier: O primeiro livro. Parte II. Chico Xavier: Versos por ele mesmo)