Adão e Eva

Ainda no sexto dia, Deus fez uma coisa muito importante: criou o homem e deu-lhe o nome de Adão. Deus disse a Adão que todas as plantas e animais da Terra lhe pertenciam, que ele poderia usá-los, mas também deveria cuidar e protegê-los.

E no sétimo dia, Deus descansou.

Adão vivia num lindo jardim que Deus fez para ele, chamado jardim do Éden, cheio de frutas e flores. Por lá passava um grande rio e viviam muitos animais.

O primeiro trabalho de Adão foi dar nome aos animais. Este pedido de Deus deixou Adão muito ocupado. Ele teve de inventar um nome para cada criatura viva. Ufa! Quanto trabalho...

Cansado de tanto pensar no nome dos animais, Adão acabou dormindo no jardim. Deus olhou para ele e sentiu que Adão parecia muito sozinho, que precisava de uma companheira. E Deus criou a mulher.

Adão ficou muito feliz quando viu a mulher que Deus fez para ele e chamou-a de Eva.

Adão disse a Eva que Deus havia feito aquele jardim para eles morarem. Eles poderiam comer tudo o que quisessem, menos a fruta de uma árvore, chamada "árvore do conhecimento do bem e do mal".

Adão e Eva viviam felizes e tranqüilos no jardim do Éden até que um dia aconteceu uma coisa terrível...

Eva estava colhendo frutas no jardim quando, ao passar pela árvore proibida, a serpente a chamou.

A serpente disse a Eva que a fruta daquela árvore era muito gostosa e que deveria prová-la para sentir o sabor. Eva disse á serpente que Deus havia proibido ela e Adão de comerem essa fruta. Se comesse teria grandes problemas.

Para convencer Eva, a serpente lhe falou que, se comesse a fruta, ela ficaria mais esperta e inteligente, como Deus.

Apenas uma mordidinha, disse a serpente, você precisa experimentar, esta fruta tem um sabor incrível!

Eva não resistiu mais, pegou uma fruta da árvore e mordeu-a.

Eva foi logo procurar Adão e lhe contou que havia experimentado a fruta da árvore proibida, e que era muito gostosa.

No princípio, Adão não quis provar, mas Eva disse que comera a fruta e nada lhe aconteceu. Tanto Eva insistiu que Adão acabou comendo a fruta também.

De repente, Adão e Eva perceberam que estavam despidos e, envergonhados, se esconderam rapidinho atrás dos arbustos.

Só tiveram coragem de aparecer de novo depois que se vestiram com algumas folhas que apanharam da videira.

Quando Deus chegou, Adão e Eva desconfiaram que haviam se metido numa grande encrenca e ficaram morrendo de medo.

Deus perguntou se eles tinham comido a fruta da árvore proibida. Adão respondeu que sim, mas a culpa era de Eva, que havia insistido com ele.

E Eva pôs a culpa na serpente, que a tentou.

De nada adiantaram as desculpas. Deus estava muito triste por terem desobedecido. Por isso, expulsou Adão e Eva do jardim do Éden. Lá fora eles, teriam de trabalhar duro e saberiam o que era sentir dor.

Deus colocou um anjo com uma espada flamejante na entrada do jardim para que Adão e Eva jamais pudessem voltar.

E assim começou a nova vida de Adão e Eva fora do jardim do Éden. Depois daquele dia, passaram a ter momentos de alegria e de tristeza, sentiram fome e tiveram de trabalhar para conseguir seu alimento.

Mesmo não podendo voltar para o jardim, Deus nunca os abandonou, pois Adão e Eva tinham sido criados por Ele.

 

(Autor desconhecido)