A reencarnação de Timbolão

Desencarnou o menino

Com nove anos não mais

Deixando muitas saudades

No coração de seus pais.

 

Timbolão desencarnado

Com Jesus foi se encontrar

E muito desapontado

Começou a se explicar:

 

Eu fui um menino tolo

Muito peralta e perverso,

Maltratei a mamãe querida

E a muitos ali por certo.

 

Estou muito arrependido

De todo o mal que eu fiz

Poderia eu reencarnar

E voltar a ser feliz?

 

Perfeitamente, menino,

É mesmo assim que se faz

Teus pais lá te esperam

Com muita esperança e paz.

 

Voltar a reencarnar

Saiba até que pode ser

Mas antes você precisa

Ir a escola e aprender

 

Na espiritualidade

Também se estuda para valer,

Basta Ter boa vontade

E querer muito saber.

 

Para alegria geral

Renascia Timbolão

Que prometera a Jesus

Ser um filho justo e bom

 

Voltou o menino à carne

Mas sem a perna de pau,

Era uma linda criança

Que nada tinha de mau.

 

Sempre que ia à escola

Sabia bem a lição,

Boas notas ele tinha

E com muita distinção

 

Atencioso com colegas

E com velhinhos também,

Seu anjo de guarda sorria

Pois tudo com ele ia bem

 

E foi crescendo o menino

Sempre pensando no bem

Consolidando o caráter

Naquilo que lhe convém

 

T ornou- se um jovem sadio

E religioso também,

Formou- se na faculdade

Do amor que ensina o bem.

 

Do papai sempre escutava

O Evangelho redentor

As lições que ensinavam

Como viver com amor.

 

Que diferença existe hoje

Do Timbolão de outras eras

Quando ele era maldoso

E agia como fera.

 

Por isso ficou perneta

Por conta da rebeldia

E sofreu seu próprio engano

Com o efeito que merecia.

 

Hoje muito transformado

Com muito esforço e trabalho,

É verdadeiro Cristão

Com a caridade ao seu lado.

 

Não descuida de orações

E vigilância também,

Seu próximo são os irmãos

Que necessitam do bem.

 

Tentações lhe assediam

Vez por outras nos caminhos

Mas Timbolão as recusa

Com compreensão e carinho.

 

Alguns dizem: Falte à aula

Vem fumar, o que é que há!

Há muito diz Timbolão

Não vou me prejudicar.

 

Nas horas que não estuda

Aprende uma profissão

Para saber quanto custa

Ganhar o seu próprio pão.

 

E assim como em tudo,

No que diz e no que faz,

T ornou- se um belo jovem

Com equilíbrio e paz.

 

Felicidade para ele

É ser terno filho e aluno

Do bom Deus, o Criador

E de Jesus, Mestre do Mundo.

 

(Maria Rodrigues do Amaral)